Reflexão para 2016: Desiderata – Max Ehrmann

O post de hoje é um pouco mais “pessoal” que o comum 🙂 Resolvi compartilhar com vocês um dos textos que mais gosto. Sempre acabo relendo-o em épocas de mudanças, transições, e claro: antes da passagem de ano. Para mim, é um momento de parar e refletir, pensar em tudo o que fiz durante o ano, e também no que gostaria de ter feito e não consegui por algum motivo.

Aproveito o fim do ano, também, para traçar metas. Já que “o futuro está logo ali”, essa é uma ótima data para ter novas ideias e aspirações. Tanto para mim, quanto para aqueles que me cercam. Por isso, trouxe o texto Desiderata, do autor Max Ehrmann, para vocês. Espero que conheçam e se inspirem tanto quanto eu! FELIZ ANO-NOVO! Nos vemos em 2016!

Desiderata - Max Ehrmann

FOTO: Tumblr

Desiderata – Max Ehrmann

No meio do tumulto e da agitação, caminhe tranquilo, lembrando-se da Paz que pode existir no silêncio. Procure viver em harmonia com as pessoas que estão ao seu redor, sem abrir mão de suas próprias convicções.

Fale a sua verdade, mansa e claramente, e ouça a verdade dos outros, mesmo a dos insensatos e ignorantes, pois eles também têm a sua própria história. Evite as pessoas escandalosas e agressivas; pois elas afligem o nosso espírito.

Procure não se comparar aos outros, o que o tornaria presunçoso ou amargo, pois sempre haverá alguém acima e abaixo de você.

Desfrute de suas conquistas, bem como de seus planos.

Mantenha-se interessado em seu trabalho, por mais humilde que lhe pareça, pois ele é uma bênção diante das incertezas do tempo. Tenha cautela nas suas atividades, já que o mundo é cheio de armadilhas, mas não se torne cego ao bem que sempre existe: muita gente luta por grandes ideais, e em toda a parte a vida está cheia de heroísmos.

Seja você mesmo. Sobretudo, não simule afeição, e não seja leviano com relação ao amor: diante de tanta aridez e desencanto, ele é perene como a relva.

Ouça com carinho o conselho dos mais velhos e seja compreensivo com os arroubos da juventude.

Alimente a força de espírito que o protegerá na sorte inesperada. Mas não se desespere com perigos imaginários: muitos temores nascem do cansaço e da solidão.

Além de manter uma saudável disciplina, seja gentil consigo mesmo.

Você é filho do Universo, irmão das estrelas e árvores, você merece estar aqui! E mesmo que você não possa perceber, a Terra e o Universo vão cumprindo o seu destino. Assim, esteja em paz com Deus, como quer que você O conceba. E quaisquer que sejam os seus trabalhos e aspirações, na cansativa luta da vida, mantenha-se em paz consigo mesmo.

Apesar de todos os enganos, problemas e sonhos desfeitos, este ainda é um mundo maravilhoso.

Entusiasme-se. E faça tudo para ser feliz.

* Desiderata – “aspirações” em latim – é um poema, em prosa escrito por Max Ehrmann escrito em 1927 e publicado em 1952.


Escrito por:

Melissa Marques



Comentários via Facebook

Comentários


Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *