Resenha: Misery – Stephen King

Como sempre, não me arrependi de ter escolhido mais um livro do Stephen King para ler!

Quando comprei Misery – Louca Obsessão eu já tinha assistido ao filme (com a incrível Kathy Bates) e lembrava bastante da história. Demorei, demorei, então resolvi no finalzinho das minhas férias devorar de vez, já que os livros do King, mesmo com muitas páginas, são fáceis para ler rapidinho.

Resenha: Misery - Stephen King

Foto: Isabela Zamboni/Resenhas à La Carte

Em Misery, o escritor Paul Sheldon sofre um acidente de carro e é encontrado na beira da estrada por Anne Wilkes, uma ex-enfermeira que se diz sua fã número 1. Sheldon é escritor de romances populares e conquistou a fama com a saga de livros da personagem Misery.

Anne sequestra Paul, o tranca em um quarto e obriga-o a reescrever o final de Misery. Enquanto ele não ressuscitar a personagem que ele “matou” no último livro da saga, ele ficará preso. Mas, é claro que durante esse cárcere de Paul, ele irá descobrir muitas coisas horrorosas sobre Wilkes e sofre inúmeros abusos físicos e psicológicos.

Gif Misery

Mesmo assistindo ao filme antes, claro que o livro iria conter detalhes interessantes e uma trama de tirar o fôlego. Quanto mais eu lia, mais eu queria continuar. Os absurdos que Anne faz com Paul e a tensão recorrente da tentativa de escapar daquela casa deixa a leitura ainda mais interessante.

Em uma parte específica da história, quando Paul descobre detalhes sobre o passado da louca Anne Wilkes, é o ponto alto do livro. Ao saber mais sobre a vida dessa “fã fiel” e psicopata, a vontade de chegar até o fim das 326 páginas é ainda maior. E para dormir depois? Nada fácil, meus amigos.

Não é um terror muito forte, nada que vá te dar um medo absurdo, mas algumas partes são um pouco chocantes. Tratando-se de psicopatas, é difícil não ficar um pouco desconfortável durante a leitura, mas, afinal, é o Stephen King, certo? Prepare-se!

Resenha: Misery - Louca Obsessão Stephen King

Foto: Isabela Zamboni/Resenhas à La Carte

Gostei de reconhecer algumas referências do livro Sobre a Escrita (que já resenhei aqui no blog) e lembrar de muitas coisas que o autor comentou naquela obra sensacional. E, inclusive, em Misery, há referência até mesmo do Iluminado. Muito bom!

LEIA TAMBÉM

Resenha: Misery - Stephen KingTítulo original: Misery
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Número de páginas: 326
Ano: 2014
Gênero: Terror/Suspense
NotaEstrelaEstrelaEstrelaEstrelaestrela vazia


Escrito por:

Isabela Zamboni



Comentários via Facebook

Comentários


Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *