Resenha: Put Some Farofa – Gregório Duvivier

Resenha: Put Some Farofa - Gregório Duvivier

FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

O livro de Gregorio Duvivier é uma verdadeira farofa: fala sobre amor (e sua paixão pela ex-mulher, Clarisse Falcão), família (os natais na fazenda do avô, a dificuldade de ver seus pais se separando, a doença do irmão…), leva o leitor a pensar sobre política (de uma forma não-caga-regra), religião, sexismo e muitos outros “temperos”, sejam eles ácidos ou doces. O livro é, ao mesmo tempo: genérico, intimista, humorístico, crítico, fictício, real, simples, denso, sutil e extraordinário. Uma mistureba que dá certo.

É engraçado vê-lo sendo fanboy de Millôr Fernandes, sendo amigo-platônico de Antônio Prata, e absurdamente louco pelos comediantes de Monty Python. Ao final, não tem como fechar o livro e não sentir tudo isso, junto-e-misturado, em relação a Gregorio.

Resenha: Put Some Farofa - Gregório Duvivier

FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

Alguns dos melhores esquetes do canal Porta dos Fundos também foram criados por ele. Entre os meus preferidos (dentre os expostos no livro) estão “Drédito”, “Áries” e “Crossfit Consciente”. Um deles aqui:

 

Booktrailer do livro:

A interpretação do texto também é um ponto fantástica. Uma das ações de marketing da Editora Companhia das Letras foi convidar o autor para ler uma das crônicas do livro. A forma que Gregorio faz isso é fenomenal! Confiram:

Gregorio não tem medo de ousar, de se expor, de dizer o que pensa, e isso acaba transformando o livro em algo híbrido: contos que muitas vezes tornam-se biográficos. Algumas ficções tão reais que poderiam acontecer com você.

Apesar do livro reunir textos que já foram publicados (em sua coluna semanal na Folha ou em vídeos do Porta dos Fundos, por exemplo), alguns são inéditos. Vale a pena conhecer um pouco mais do trabalho desse talentoso artista que ainda tem muitas misturas com um delicioso tempero brasileiro para nos servir.

Deguste!

Capa Put Some Farofa - Gregorio Duvivier Título original: Put Some Farofa
Autor: Gregorio Duvivier
Editora: Companhia das Letras
Número de páginas: 208
Ano: 2014
Gênero: Crônicas
Nota: 1 estrela1 estrela1 estrela1 estrelaestrela vazia


Comente!
Escrito por:

Melissa Marques


Livros favoritos de 2014 – Melissa

Já virou rotina: todos os anos eu paro por alguns minutos e faço uma lista com os melhores livros lidos. Nem sempre rende: alguns anos são bem “fracos” e acabo indicando apenas dois ou três. Esse ano foi diferente – ainda bem! Dos 43 livros lidos em 2014, oito se destacaram e me marcaram, de alguma forma. Quer ver quais são? Confira:

Livros favoritos de 2014 - Melissa

FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

Hyperbole and a Half – Allie Brosh

Humor escrachado e, ao mesmo tempo, leve! As histórias que aconteceram na vida de Allie parecem ter sido inventadas, de tão boas e engraçadas! Confira a resenha completa de Hyperbole and a Half.

Cash – A Autobiografia de Johnny Cash – Johnny Cash

Esqueça o mito e conheça o homem. Ele poderia ser qualquer um, mas tornou-se uma das maiores lendas do country americano. Para os fãs, como eu, essa autobiografia de Johnny Cash é leitura obrigatória: o cara é um tremendo contador de histórias! Leia aqui a resenha completa do livro.

Coração de Tinta – Cornelia Funke

Cornelia é minha autora de fantasia preferida e ponto. Por ser viciada em leitura, Cornelia consegue transferir pro papel todo esse amor que nós sentimos pela linguagem escrita e faz isso de forma linda! Esse livro (e a trilogia Mundo de Tinta, no geral) é imperdível!

Bidu: Caminhos – Eduardo Damasceno e Luís Felipe Garrocho

Tão, mas tão lindo! Esse livro faz parte da “série” criada pela Graphic MSP com roteiristas e ilustradores para homenagear o universo de Mônica e seus amigos. Bidu: Caminhos foi o primeiro que li, seguido por Laços – que também é incrível! Ele conta a história de Bidu antes de conhecer seu companheiro Franjinha. Uma das história mais tocantes que li em 2014.

Livros favoritos de 2014 - Melissa

FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

Sejamos todos feministas – Chimamanda Ngozi Adichie

Conheci as palavras de “Sejamos todos feministas”, de Chimamanda, através da música Flawless, de Beyoncé. Assisti o discurso feito por ela em 2012 durante o TEDxEuston e baixei o e-book (gratuito!) para ler. Uma pena ser tão pequeno! Quanta lucidez! Faça o download através da Amazon.

Assassinato no Expresso do Oriente – Agatha Christie

Meu primeiro contato com a “Rainha do Crime”. Não é à toa que ela leva esse apelido, viu? Para quem nunca leu nada de Agatha, indico fortemente esse livro: é extremamente rápido e de tirar o fôlego! Confira a resenha completa de Assassinato no Expresso Oriente.

Put Some Farofa – Gregorio Duvivier

Gregorio Duvivier, um dos criadores do famoso Porta dos Fundos, expõe suas diversas formas em esquetes, crônicas, poemas e outros textos que vão do lírico ao escrachado. Vale muito a pena! Confira a resenha completa de Put Some Farofa.

Se só me restasse uma hora de vida – Roger-Pol Droit

Trata-se de um breve estudo sobre a filosofia do morrer. Pode até ter uma pegada “autoajuda” em alguns momentos, mas os questionamentos e os recursos linguísticos do autor são pertinentes e criativos. Confira a resenha completa de Se só me restasse uma hora de vida.

E vocês, pessoal? Quais livros mais curtiram ler em 2014? Conta pra gente nos comentários. E não se esqueça de ver a lista de favoritos de 2014 da Isa!


Comente!
Escrito por:

Melissa Marques