Resenha

Resenha: A Sombra do Vento – Carlos Luiz Zafón

Resenha: A Sombra do Vento - Carlos Luiz Zafón
FOTO: Reprodução

É difícil classificar o gênero de A Sombra do Vento. O autor, Carlos Luiz Zafón, coloca de tudo um pouco nessa obra: mistério, suspense, humor, drama, romance e fantasia. Essa complexidade de gêneros e a profundidade do livro são pontos fundamentais que ajudam a torna-lo tão magnífico e arrebatador.

São 399 páginas, mas, quando a leitura começa, é fácil ler essa obra em poucos dias. Quando passamos da centésima página, a história ganha traços tão complexos que fica difícil parar. A Sombra do Vento é um livro que você para e pensa, questiona e, depois que termina, continua refletindo sobre.

A Sombra do Vento é uma narrativa de ritmo eletrizante, escrita em uma prosa ora poética, ora irônica. O enredo mistura gêneros como o romance de aventuras de Alexandre Dumas, a novela de Edgar Allan Poe e os folhetins amorosos de Victor Hugo”, analisa a especialista em livros Nathalia Cardoso.

O espanhol Zafón, também famoso por outras obras, lançou esse livro em 2001. Em meio ao mix de emoções que a história traça, o leitor passa por uma montanha-russa junto com os personagens. A sinopse é um pouco complexa por si só, o que dá um indicativo do quão trabalhado, minucioso e bem escrito esse livro é.

Resenha: A Sombra do Vento - Carlos Luiz Zafón
Barcelona é a cidade onde a história é contada FOTO: Divulgação

O livro é retratado no passado. A história começa em 1945, antes de Barcelona tornar-se referência esportiva, grande centro para turistas e um lugar que nós, brasileiros em geral, amamos. Nessa época, há mais de 70 anos, a cidade ainda estava se consolidando no cenário europeu após períodos difíceis.

O personagem central é Daniel Sempere, e a história começa com ele: quando o pai de Daniel o leva para um lugar esquecido em Barcelona. Então, ele conhece uma biblioteca com formato de labirinto que abriga livros esquecidos que poucas pessoas dão valor.

Logo no primeiro livro que Daniel lê, ele se empolga e termina o romance na mesma noite. A obra em questão é A Sombra do Vento, do autor Júlian Carax. Após ficar maravilhado com o livro, Daniel busca mais informações sobre Carax, na expectativa de encontrar mais livros da mesma qualidade.

Clique para adquirir o livro: 

Nessa busca por mais livros de Carax, Daniel descobre que, aos poucos, os livros somem sem deixar rastros. Comprometido a saber do paradeiro das outras obras, Daniel começa uma aventura que perdura por décadas.

Zafón tem um toque diferenciado nesse livro, pois ele consegue fazer uma narrativa que em nenhum momento é cansativa, e isso não é fácil se tratando de uma obra que passa através de muitas décadas de vida do personagem principal.

O livro é retratado, em sua maior parte, sob a narrativa pessoal de Daniel. No entanto, ele tem alguns flashbacks em que outros personagens aparecem e dão o tom momentâneo do protagonismo. Aliás, os coadjuvantes ajudam a enriquecer ainda mais a história — em especial Férmin Romero de Torres.

Férmin é o melhor amigo de Daniel na história, e ele é fundamental para o livro. É um personagem muito sensível, com uma trajetória de vida delicada e que, através da simplicidade, consegue tirar boas risadas e grandes frases.

Resenha: A Sombra do Vento - Carlos Luiz Zafón
FOTO: Reprodução

O livro é tão bem escrito que dá uma sensação de que os personagens tiveram uma história verdadeira antes daquele livro, e que continuarão a ter por muito tempo. Mérito de Zafón, que consegue orquestrar a narrativa de modo brilhante.

Outra qualidade da obra é que se trata de um livro que tem o livro como principal assunto. Em muitos momentos, Zafón encontra uma maneira de relembrar para o leitor o valor e a importância que a leitura exerce na sociedade. “Além de ser uma grandiosa homenagem ao poder dos livros, é um verdadeiro triunfo da arte de contar histórias”, relata a análise de Cardoso.

Os fãs do livro, no entanto, terão que se contentar com a versão escrita. Zafón já afirmou que não vai realizar uma adaptação da obra para o cinema.

Uma leitura madura, complexa e muito elogiada pela crítica, A Sombra do Vento é uma história que corresponde as ótimas análises.

LEIA TAMBÉM

Título original: La Sombra Del Viento Resenha: A Sombra do Vento - Carlos Luiz Zafón
Autor:
 Carlos Luiz Zafón
Editora: Suma de Letras
Número de páginas: 399
Ano: 2001
Gênero: Romance
Nota: 

* Esse post é um publieditorial.

Comentários via Facebook

Publicado por Melissa Marques

Melissa Ladeia Marques é jornalista e especialista em Marketing Digital. Atua como analista de mídias sociais, webwriter, redatora publicitária, assessora de imprensa e o que mais a comunicação proporcionar. Assim como todo clichê jornalístico, bebe mais café do que deveria e sonha em escrever um livro.

4 comentários sobre “Resenha: A Sombra do Vento – Carlos Luiz Zafón”

  1. Simone Batista de Oliveira disse:

    Amo tanto! É tão mágico! Tive dificuldade de entender algumas partes, e voltava lá atrás… O Záfon é maravilhoso! Tenho a trilogia e amooo!

    1. Sim, Simone! Zafón é INCRÍVEL mesmo <3
      Obrigada por passar por aqui e deixar seu comentário!
      Beijos.

  2. Simone Batista de Oliveira disse:

    Amo tanto! É tão mágico! Tive dificuldade de entender algumas partes, e voltava lá atrás… O Záfon é maravilhoso! Tenho a trilogia e amooo!

    1. Sim, Simone! Zafón é INCRÍVEL mesmo <3
      Obrigada por passar por aqui e deixar seu comentário!
      Beijos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *