Resenha

Resenha: Mãe – Fábio Coala

FOTO: Melissa Marques | Resenhas à la Carte

Quem segue o Resenhas no Instagram já sabe que, no mês passado, estivemos no lançamento de Mãe, nova graphic novel do grupo MSP (QUE SOMOS FÃS DEMAAAIS), em parceria com o roteirista e ilustrador Fábio Coala.

Acabei lendo a graphic na própria fila de autógrafos e, olha, foi difícil segurar a emoção.

Resenha: Mãe - Fábio Coala
FOTO: Resenhas à la Carte

Horácio, personagem principal da história, é também o preferido de Mauricio de Sousa! Que desafio para Coala o de escrever e desenhar uma história exclusiva – e supersensível – para o tiranossauro-rex-vegetariano, não é mesmo?

Pois a obra conta – com maestria – a saga de Horácio em busca de sua mãe. O tema, por si só, já é de marejar os olhos, mas a carga emocional do texto é ainda maior: afinal, o pequeno dinossauro não mede esforços para encontrá-la.

No caminho, é claro, ele conta com a ajuda de grandes amigos, que acompanham seus percalços e dão força nos momentos de necessidade. Apesar de algumas “frases feitas” estilo para-choque de caminhão, o resultado da narrativa é primoroso.

O final é, sem dúvidas, a grande cereja do bolo: bastante emocionante, sem cair no piegas. Uma graphic que homenageia as relações humanas (apesar de serem relações entre dinossauros, haha) e, principalmente, entre pais e filhos. Nos faz refletir sobre essa “conexão” que existe, cheia de amor e que, muitas vezes, chega a ser sobrenatural. Um tema diferente, que dificilmente é abordado em HQs, e que me surpreendeu muito positivamente!

Resenha: Mãe - Fábio Coala
Tietando o autor FOTO: Resenhas à la Carte

O traço de Fábio Coala é bem simples. Ele não ousa muito nem utiliza recursos diferentes – como os que vi em Fuga, por exemplo. Mas, mesmo assim, é uma ótima graphic novel.

LEIA TAMBÉM

Resenha: Mãe - Fábio CoalaTítulo original: Mãe
Autor: Fábio Coala
Editora: MSP Graphic
Número de páginas:
Ano: 2018
Gênero: Graphic Novel
Nota

Resenha

Resenha: Fuga – Rogério Coelho

FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

Para quem não se lembra, Louco é um dos personagens que aparece esporadicamente nas histórias de Maurício de Sousa. O personagem é criação de seu irmão, Márcio Araújo, e inspirado em Sidnei Lozano Salustre, um desenhista amigo dos dois. Criado na década de 70, Louco – ou Licurgo Orival Umberlino Cafiaspirino de Oliveira – carrega em sua essência bastante da psicodelia da época. No começo, segundo os extras da graphic novel Fuga, o personagem foi criado apenas como sendo um “fugitivo do hospício” mas, com o tempo, foi ganhando outra roupagem.

A graphic carrega bastante do nonsense original do personagem da HQ, mas de uma forma muito tocante que eu jamais imaginei.

Para comprar, é só clicar no link abaixo:

Confesso que o Louco nunca foi um personagem “querido” por mim quando pequena, mas essa história mudou completamente a minha visão dele!

Na graphic, Louco é um personagem muito sensível. Algumas – muitas – partes chegam a emocionar. A história gira em torno do pássaro dourado que ele precisa ajudar a escapar do Exército do Silêncio. Aqui temos um paralelo incrível com a “criança interior” e a criatividade, mas não falarei muito sobre o assunto para não dar spoiler.

Louco foge, de história em história, sendo quem ele quer ser e fazendo o que deseja… Uma verdadeira ode à liberdade! Maravilhoso!

E é claro: nessas histórias ele acaba cruzando com personagens bastante conhecidos, como Mônica e sua turminha 🙂

Resenha: Fuga - Rogério Coelho
FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

As ilustrações têm um tom lúdico, até mesmo onírico. Louco, muitas vezes, extrapola os limites impostos pelas margens, e isso dá um “movimento” que poucas graphics conseguem. Só vi o mesmo formato em Sandman!

Resenha: Fuga - Rogério Coelho
FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

Enfim, mais uma vez a coleção GRAPHIC MSP mostra versatilidade e qualidade editorial como poucos! Vale muito a pena 🙂

LEIA TAMBÉM

Resenha: Fuga - Rogério Coelho

Título original: Fuga
Autor: Rogério Coelho
Editora: Panini Comics
Número de páginas: 84
Ano: 2015
Gênero: Graphic Novel
NotaEstrelaEstrelaEstrelaEstrelaEstrela