Resenha

Resenha: Mãe – Fábio Coala

FOTO: Melissa Marques | Resenhas à la Carte

Quem segue o Resenhas no Instagram já sabe que, no mês passado, estivemos no lançamento de Mãe, nova graphic novel do grupo MSP (QUE SOMOS FÃS DEMAAAIS), em parceria com o roteirista e ilustrador Fábio Coala.

Acabei lendo a graphic na própria fila de autógrafos e, olha, foi difícil segurar a emoção.

Resenha: Mãe - Fábio Coala
FOTO: Resenhas à la Carte

Horácio, personagem principal da história, é também o preferido de Mauricio de Sousa! Que desafio para Coala o de escrever e desenhar uma história exclusiva – e supersensível – para o tiranossauro-rex-vegetariano, não é mesmo?

Pois a obra conta – com maestria – a saga de Horácio em busca de sua mãe. O tema, por si só, já é de marejar os olhos, mas a carga emocional do texto é ainda maior: afinal, o pequeno dinossauro não mede esforços para encontrá-la.

No caminho, é claro, ele conta com a ajuda de grandes amigos, que acompanham seus percalços e dão força nos momentos de necessidade. Apesar de algumas “frases feitas” estilo para-choque de caminhão, o resultado da narrativa é primoroso.

O final é, sem dúvidas, a grande cereja do bolo: bastante emocionante, sem cair no piegas. Uma graphic que homenageia as relações humanas (apesar de serem relações entre dinossauros, haha) e, principalmente, entre pais e filhos. Nos faz refletir sobre essa “conexão” que existe, cheia de amor e que, muitas vezes, chega a ser sobrenatural. Um tema diferente, que dificilmente é abordado em HQs, e que me surpreendeu muito positivamente!

Resenha: Mãe - Fábio Coala
Tietando o autor FOTO: Resenhas à la Carte

O traço de Fábio Coala é bem simples. Ele não ousa muito nem utiliza recursos diferentes – como os que vi em Fuga, por exemplo. Mas, mesmo assim, é uma ótima graphic novel.

LEIA TAMBÉM

Resenha: Mãe - Fábio CoalaTítulo original: Mãe
Autor: Fábio Coala
Editora: MSP Graphic
Número de páginas:
Ano: 2018
Gênero: Graphic Novel
Nota

Resenha

Resenha: The Walking Dead – Vol. 1 – Kirkman, Moore e Rathburn

FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

Primeiramente, eu preciso fazer um aviso: THE WALKING DEAD NÃO É SOBRE ZUMBIS.

Ok, agora podemos continuar.

Não é à toa que TWD tem tantos fãs: o roteiro criado por Robert Kirkman é um dos melhores que já li! Ele realmente sabe como prender o leitor! Não cheguei a ler, mas vi um livro chamado The Walking Dead e a Filosofia a venda e, para mim, esse título define bastante sobre o que realmente é a série: escolhas pessoais. O TEMPO TODO.

Imagine você, recém-acordado de um coma, em um mundo repleto de criaturas estranhas. O que VOCÊ faria?

Para comprar, é só clicar no link abaixo:

De uma coisa, tenho certeza: seria praticamente impossível manter seu senso de justiça 100% intacto. Rick Grimes – o protagonista – até tenta, mas muitas vezes ele vacila ou faz escolhas erradas. Mas não é exatamente isso o que nos faz tão humanos?

We Are The Walking Dead
Rick (todo cagado) em um dos meus momentos favoritos da HQ. Que discurso é esse, meu Deus? FOTO: Reprodução

Enquanto isso, sim, eu disse ENQUANTO ISSO, ele tenta sobreviver nesse ambiente hostil matando alguns “walkers” aqui e acolá.

Basicamente existe uma grande diferença entre a HQ e o seriado da AMC: os quadrinhos conseguem ser ainda mais criativos, sujos e viscerais. Isso mesmo: se você é fã de MUITA AÇÃO e, ao mesmo tempo, MUITO DRAMA, vai curtir demais a HQ de The Walking Dead.

LEIA TAMBÉM

Sem contar outra diferença beeem importante: um dos personagens mais amados do seriado – Daryl Dixon – simplesmente não existe na HQ.

Resenha: The Walking Dead - Edição #1 - Kirkman, Moore e Rathburn
FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

Os quadrinhos conseguem ter um arco ainda mais abrangente que o da série de tevê e, como disse, ser ainda mais “fortes”. Infelizmente não poderei citar nenhuma cena mas, acredite: as histórias acabam ficando diferentes e, quem é fã, tem a oportunidade de (muitas vezes) ver duas versões para o mesmo fato. Ex: o “couro” homérico de Michonne (uma das minhas personagens favoritas dos quadrinhos)  no Governador, que na HQ é TENEBROSÍSSIMO! Hahaha!

Destaque também para o ótimo trabalho de Tony Moore e Cliff Rathburn, desenhistas, coloristas e arte-finalistas da história em quadrinhos! Apesar de, para mim, não ser um “traço” marcante ou superartístico, o trabalho deles é minucioso e extremamente detalhista.

Ilustração de Tony Moore
FOTO: Reprodução / Tumblr

Resumindo, vale muito conhecer o universo apocalíptico de série, ainda mais sombrio e profundo!

Resenha: The Walking Dead - Edição #1 - Kirkman, Moore e RathburnTítulo original: The Walking Dead
Autores: Robert Kirkman, Tony Moore e Cliff Rathburn
Editora: HQM Editora
Número de páginas: 32
Ano: 2012
Gênero: HQ
Nota: EstrelaEstrelaEstrelaEstrelaEstrela

Resenha

Resenha: Zootopia – Disney

FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

O filme Zootopia estreou em 2016 e conta a história da coelha Judy Hopps, que sonha em se tornar policial na cidade que dá nome ao longa. Como assisti ao filme – e fiquei encantada – assim que soube do lançamento da HQ com capa dura, corri para garantir o meu exemplar.

A história da HQ é exatamente a MESMA do filme, então, para quem assistiu, não tem nenhuma surpresa. Os diálogos são os mesmos: superfáceis e ideais para os pais que lerão para as crianças.

Resenha: Zootopia - Disney
FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

Zootopia é ideal para ensinar aos pequenos lições como empenho, sonhos e amizade. Tudo de uma forma muito fofa e com desenhos  superbonitinhos! As crianças vão AMAR!

No início, a HQ introduz um pouco cada um dos personagens principais.

Resenha: Zootopia - Disney
FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

 A edição é bem legal: conta com verniz nos personagens da capa (Judy  Hopps e Nick Wild), ilustrações de silhuetas nas contracapas (acima), papel de qualidade no miolo

Enfim, para quem – como eu – curte colecionar HQs, esse também é um bom item para ter na coleção!

Resenha: Zootopia - Disney
FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

LEIA TAMBÉM

Resenha: Zootopia - DisneyTítulo original: Zootopia
Autor: Disney
Editora: Media Pixel
Número de páginas: 56
Ano: 2016
Gênero: Infantil
Nota: EstrelaEstrelaEstrelaEstrelaestrela vazia