Vídeos

[VÍDEO] 5 HQs imperdíveis

FOTO: Melissa Marques | Resenhas à la Carte

No vídeo de hoje, comentei sobre 5 HQs / graphic novels / tirinhas / livros com ilustrações que eu indico DEMAIS! Assista ao vídeo e confira as dicas:

Resenhas citadas no vídeo:

Fuga – Rogério Coelhohttp://resenhasalacarte.com.br/resenha/resenha-fuga-rogerio-coelho/

Hyperbole and a Half – Allie Broshhttp://resenhasalacarte.com.br/resenha/resenha-hyperbole-and-a-half-allie-brosh/

Ninguém vira adulto de verdade – Sarah Andersen http://resenhasalacarte.com.br/resenha/resenha-ninguem-vira-adulto-de-verdade-sarah-andersen/

Aokigahara – André Turtelli e Renato Quirinohttp://resenhasalacarte.com.br/resenha/resenha-aokigahara-andre-turtelli-renato-quirino/

LEIA TAMBÉM

Resenha

Resenha: Hyperbole and a Half – Allie Brosh

FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

Você já deve ter ouvido falar do meme “O que queremos?”: ele tomou conta de blogs e redes sociais em 2013, mas ninguém sabia exatamente a origem dele. Em 2014 participei de um encontro realizado pela Editora Planeta de Livros onde tive a oportunidade de conhecer pessoas incríveis e supertalentosas e de ter contato com o então lançamento: o livro Hyperbole and a Half, adaptação do blog homônimo.

Meme "O Que Queremos?"
FOTO: Reprodução / Hyperbole and a Half

Ok, e o que tudo isso tem a ver?

No encontro, descobri que esse meme foi criado pela Allie Brosh, autora do blog e do livro. Ganhei uma prova impressa do lançamento e devorei durante a viagem de volta para a minha cidade. A leitura é engraçadíssima. Uma amiga que estava ao meu lado chegou a perguntar: “Tá tudo bem com você, Mel?”. Pois é, dá pra ter uma ideia.

O jeito de se contar uma história faz toda a diferença. E como Allie sabe contar histórias! É simplesmente impossível ficar 2 páginas sem dar uma gargalhada. O tom irônico e os desenhos com uma “pegada” infantil, fazem de Hyperbole and a Half um livro absurdamente engraçado. E esse tipo de humor “que não fere ninguém” é exatamente o que eu mais gosto.

Resenha: Hyperbole and a Half - Allie Brosh
FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

Um ponto superpositivo é o cuidado com a edição: toda colorida, sem machas ou borrões, com cores nítidas, espaçamentos grandes… Enfim, um belo tratamento!

O livro tem uma pegada de pensamentos/autobiografia e é dividido em contos. Meus favoritos são: O deus do bolo e O desastre do molho apimentado. Alguns dos “causos” contados por Allie são simplesmente inacreditáveis! A autora aborda infância, pensamentos que tinha quando era criança (um mais nonsense que o outro!), fala sobre animais de estimação, relacionamentos amorosos e muito mais… Tudo em tom de deboche. É incrível ver alguém se abrir tanto assim e conseguir rir de si mesmo como Allie faz!

Para comprar, é só clicar no link abaixo:

Resumindo: o livro é garantia de boas risadas!

LEIA TAMBÉM

Capa do livro Hyperbole and a HalfTítulo original: Hyperbole and a Half
Autora: Allie Brosh
Editora: Planeta de Livros
Número de páginas: 244
Ano: 2014
Gênero: Pensamentos / Autobiografia
Nota: 1 estrela1 estrela1 estrela1 estrela1 estrela

Melhores do Ano

Livros favoritos de 2014 – Melissa

Já virou rotina: todos os anos eu paro por alguns minutos e faço uma lista com os melhores livros lidos. Nem sempre rende: alguns anos são bem “fracos” e acabo indicando apenas dois ou três. Esse ano foi diferente – ainda bem! Dos 43 livros lidos em 2014, oito se destacaram e me marcaram, de alguma forma. Quer ver quais são? Confira:

Livros favoritos de 2014 - Melissa
FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

Hyperbole and a Half – Allie Brosh

Humor escrachado e, ao mesmo tempo, leve! As histórias que aconteceram na vida de Allie parecem ter sido inventadas, de tão boas e engraçadas! Confira a resenha completa de Hyperbole and a Half.

Cash – A Autobiografia de Johnny Cash – Johnny Cash

Esqueça o mito e conheça o homem. Ele poderia ser qualquer um, mas tornou-se uma das maiores lendas do country americano. Para os fãs, como eu, essa autobiografia de Johnny Cash é leitura obrigatória: o cara é um tremendo contador de histórias! Leia aqui a resenha completa do livro.

Coração de Tinta – Cornelia Funke

Cornelia é minha autora de fantasia preferida e ponto. Por ser viciada em leitura, Cornelia consegue transferir pro papel todo esse amor que nós sentimos pela linguagem escrita e faz isso de forma linda! Esse livro (e a trilogia Mundo de Tinta, no geral) é imperdível!

Bidu: Caminhos – Eduardo Damasceno e Luís Felipe Garrocho

Tão, mas tão lindo! Esse livro faz parte da “série” criada pela Graphic MSP com roteiristas e ilustradores para homenagear o universo de Mônica e seus amigos. Bidu: Caminhos foi o primeiro que li, seguido por Laços – que também é incrível! Ele conta a história de Bidu antes de conhecer seu companheiro Franjinha. Uma das história mais tocantes que li em 2014.

Livros favoritos de 2014 - Melissa
FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

Sejamos todos feministas – Chimamanda Ngozi Adichie

Conheci as palavras de “Sejamos todos feministas”, de Chimamanda, através da música Flawless, de Beyoncé. Assisti o discurso feito por ela em 2012 durante o TEDxEuston e baixei o e-book (gratuito!) para ler. Uma pena ser tão pequeno! Quanta lucidez! Faça o download através da Amazon.

Assassinato no Expresso do Oriente – Agatha Christie

Meu primeiro contato com a “Rainha do Crime”. Não é à toa que ela leva esse apelido, viu? Para quem nunca leu nada de Agatha, indico fortemente esse livro: é extremamente rápido e de tirar o fôlego! Confira a resenha completa de Assassinato no Expresso Oriente.

Put Some Farofa – Gregorio Duvivier

Gregorio Duvivier, um dos criadores do famoso Porta dos Fundos, expõe suas diversas formas em esquetes, crônicas, poemas e outros textos que vão do lírico ao escrachado. Vale muito a pena! Confira a resenha completa de Put Some Farofa.

Se só me restasse uma hora de vida – Roger-Pol Droit

Trata-se de um breve estudo sobre a filosofia do morrer. Pode até ter uma pegada “autoajuda” em alguns momentos, mas os questionamentos e os recursos linguísticos do autor são pertinentes e criativos. Confira a resenha completa de Se só me restasse uma hora de vida.

E vocês, pessoal? Quais livros mais curtiram ler em 2014? Conta pra gente nos comentários. E não se esqueça de ver a lista de favoritos de 2014 da Isa!