Resenha

Resenha: Objetos Cortantes – Gillian Flynn

Foto: Isabela Zamboni | Resenhas à la Carte

Depois de ler Garota Exemplar e ter gostado bastante, já fui correndo ler o livro Objetos Cortantes, da mesma autora. Adoro romance policial e esse tinha o potencial que eu buscava.

A história trata-se de uma jornalista chamada Camille Preaker, que acabou de sair de um hospital psiquiátrico por conta de uma tendência à automutilação. Após passar por um período bem difícil, Camille, que mora em Chicago, é enviada para sua cidade natal para cobrir o caso de uma garota assassinada e outra desaparecida de forma misteriosa.

O problema é que Camille vai precisar lidar com sua família novamente. Ela manteve pouquíssimo contato com seus parentes da pequena Wind Gap, no Missouri, e agora vai precisar se hospedar na casa de sua mãe, que mora com o padrasto e sua meia-irmã, pessoas nem um pouco fáceis de lidar.

Ao entrevistar velhos conhecidos e recém-chegados a fim de aprofundar as investigações e fazer sua matéria, a jornalista relembra a infância e a adolescência conturbadas e, aos poucos, desvenda alguns segredos e mistérios que envolvem sua família.

A narrativa é bem tensa, com bastante reviravoltas. O estilo de Gillian Flynn é viciante, não dá vontade de parar nunca! O único problema é que eu achei um pouco óbvio. Não sei se eu já estou acostumada com esse tipo de trama, mas logo no início já desconfiei de ~certo personagem~ e não deu outra: foi aquilo mesmo que aconteceu.

Para comprar o livro Objetos Cortantes, é só clicar no link abaixo:

Camille é uma personagem fácil de criar empatia: passou por muitos problemas e sofre bastante com o passado. Sua família é tenebrosa, então sempre acabamos torcendo para que ela supere as dificuldades. A narrativa flui muito bem e, aos poucos, vamos construindo o quebra-cabeça e conseguindo desvendar os crimes que a jornalista foi investigar.

Resenha: Objetos Cortantes - Gillian Flynn
Foto: Isabela Zamboni | Resenhas à la Carte

Objetos Cortantes é um livro curtinho, bem divertido, eletrizante, mas, se assim como eu, você gosta de tentar adivinhar o final durante a leitura, pode se decepcionar um pouco. Recomendo a leitura porque é um romance policial bem elaborado, com uma linguagem que não decepciona e personagens bem construídas.

Recentemente, foi divulgada uma notícia de que Amy Adams viverá o papel de Camille em uma adaptação da HBO. Será que vai ser bom? Esperamos que sim!

LEIA TAMBÉM

Resenha: Objetos Cortantes - Gillian FlynnTítulo original: Sharp Objects
Autor: Gillian Flynn
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 254
Ano: 2015
Gênero: Romance policial
Nota

Resenha

Resenha: Garota Exemplar – Gillian Flynn

FOTO: Isabela Zamboni | Resenhas à la Carte

Quando li a sinopse de Garota Exemplar, da Gillian Flynn, achei bem interessante, aquele tipo de suspense que prende do começo ao fim. O livro fez um sucesso estrondoso em 2013, portanto resolvi comprar e ver se era realmente bom. Como não sou muito sucinta para resumir o enredo do livro, essa é a sinopse oficial:

“Na manhã de seu quinto aniversário de casamento, Amy, a linda e inteligente esposa de Nick Dunne, desaparece de sua casa às margens do Rio Mississippi. Aparentemente trata-se de um crime violento, e passagens do diário de Amy revelam uma garota perfeccionista que seria capaz de levar qualquer um ao limite. Pressionado pela polícia e pela opinião pública – e também pelos ferozmente amorosos pais de Amy –, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamentos inapropriados. Sim, ele parece estranhamente evasivo, e sem dúvida amargo, mas seria um assassino? Com sua irmã gêmea Margo a seu lado, Nick afirma inocência. O problema é: se não foi Nick, onde está Amy? E por que todas as pistas apontam para ele?”.

O livro é intercalado pela visão de Amy – a esposa desaparecida – e de Nick, o marido confuso e inexpressivo. Não vou falar muito sobre o desenrolar da trama, porque qualquer coisa que eu disser pode estragar a história, mas posso afirmar que é instigante e dá vontade de devorar todas as páginas rapidinho.

Desde o início, ficamos presos a esse mistério: “onde Amy foi parar? Por que Nick parece tão pouco preocupado com o desaparecimento da esposa? O que teria acontecido para naquela manhã?“. E em meio a essas perguntas, acompanhamos a trajetória do casal: desde o momento em que se conhecem até o tempo atual na história – mais ou menos cinco anos de relacionamento.

É interessante observar esse casamento pelo ponto de vista do casal, mas separadamente. No início, eu até simpatizava com os dois, mas conforme a leitura avança, é cada vez mais difícil saber quem fala a verdade e qual dos dois é o mais “culpado” pelo fracasso do casamento. Sim, o casamento dos dois é uma tragédia. Na verdade, é mais uma depressão – a cada página eu ficava com mais pavor desse relacionamento, que no início parecia leve e divertido, mas com o passar do tempo se transformou em algo monstruoso.

Para comprar o livro Garota Exemplar, é só clicar no link abaixo:

Alguns disseram que o começo não empolga tanto, mas achei o contrário: é empolgante até o fim! A leitura flui, a vontade de conhecer os personagens aumenta e o suspense nos faz querer imaginar milhões de teorias. Só tem uma falha: o final é ruim.

Passei a semana toda (sim, li em 1 semana!) pensando na história, desejando estar em casa só para retornar à leitura. Mas, infelizmente, o final.., não sei nem como descrever. Sabe quando parece que o personagem perde o rumo? Foi o que senti com o final da série Dexter (saudades!): imaginei um monte de roteiristas sem saber o que fazer e alterando a personalidade dos personagens só para encerrar logo a história. Com o livro foi a mesma sensação. Imaginava tudo de Nick e Amy, menos esse final água com açúcar, sem profundidade e nada que justifique os acontecimentos anteriores.

O bom é que a autora mudou o final do livro na adaptação para o cinema. Garota Exemplar, na direção de David Fincher, além de bem fiel, ainda melhorou a história! O final fica bem mais coerente e cínico, um desfecho realista e crítico ao mesmo tempo. Se você ainda não assistiu, é um ótimo suspense com boas atuações e uma direção sensacional. Indico bastante! Olha só o trailer:

Garota Exemplar é um livro divertido, tranquilo de ler, empolga bastante e o suspense só aumenta no decorrer das páginas. Infelizmente, o desfecho deixou a desejar e faltou um pouco mais de “mindfuck”. São muitas páginas e personagens construídos com coerência, para encerrar a trama de uma forma tão blasé.

LEIA TAMBÉM

Resenha: Garota Exemplar - Gillian Flynn

Título original: Gone Girl
Autora: Gillian Flynn
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 448
Ano: 2013
Gênero: Suspense
Nota: