Resenha

Resenha: Pó de Lua – Clarice Freire

FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

Desde quando contatei a Clarice Freire ano passado para entrevistá-la durante a Bienal do Livro de São Paulo, fiquei supercuriosa com seu trabalho através do blog e da fanpage Pó de Lua, lançados em 2014 pela Intrínseca no formato impresso.

Finalmente, mês passado, tive a oportunidade de emprestá-lo e comecei a leitura.

Resenha: Pó de Lua - Clarice Freire
FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

O livro cumpre sua proposta: diminuir a gravidade das coisas. Uma leitura leve e rápida, completa por lindas tipografias e ilustrações feitas pela autora.

Ao ler Pó de Lua, me senti fuçando no moleskine de uma amiga que manda muito bem nas poesias e nos desenhos.

“Levo comigo o que é meu por DIREITO ou porque me foi dado. Vou deixando nas ruas as MIGALHAS e o que já provei que é errado”  p. 62 e 63.

As poesias são inspiradas nas quatro fases da lua – cheia, minguante, nova e crescente. No livro, Clarice aborda temas universais – saudade, medo, perda, solidão, paixão, alegria – de uma forma muito sutil.

Resenha: Pó de Lua - Clarice Freire
FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

Capa, projeto gráfico e diagramação também têm seu destaque: o livro não seria o mesmo se não fosse pelo belíssimo trabalho artístico empregado na obra!

Resenha: Pó de Lua - Clarice Freire
FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

“Sou muito pequena para fazer GRANDES COISAS. Por isso quero ser GRANDE nas coisas pequenas” p. 74.

Dá para ler em algumas horas, durante um passeio no parque ou uma tarde de preguiça (como foi o meu caso).

Resenha: Pó de Lua - Clarice FreireTítulo original: Pó de Lua
Autor: Clarice Freire
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 192
Ano: 2014
Gênero: Poesia / Autoajuda
Nota: 1 estrela1 estrela1 estrela1 estrelaestrela vazia

Matérias

Saiba mais sobre o projeto “Geladeira de Livros”

Reprodução/YouTube

Você já parou em alguma rua ou ponto de ônibus e encontrou uma geladeira, assim, do nada? Ou então abriu uma geladeira customizada e encontrou livros incríveis dentro? Ainda não encontrei na minha cidade, mas muitos locais do Brasil já estão aderindo à “geladeiroteca“, isto é, a geladeira de livros. Cidades como Santa Maria (RS), Distrito Federal, Ribeirão Preto (SP), Sertãozinho (SP), entre muitas outras, já conhecem esse projeto incrível!

Aí você me pergunta: mas o que é isso??? Geladeira com WHAT??

will smith wtf gif

É isso mesmo que você leu: uma geladeira recheada de livros. O projeto é simples: uma carcaça de geladeira velha é customizada para chamar a atenção das pessoas. Quando elas abrem, encontram livros diversificados recebidos por doação. Você pode retirar, trocar, ler e não precisa dar satisfação: a única regra é retornar o livro à geladeira depois que encerrar a leitura. Ao contrário das bibliotecas, que exigem cadastros e mais um monte de burocracias, a geladeira é uma opção barata, diferente e criativa de estimular a leitura. Não é demais??? ♥♥♥

Na Feira do Livro de Sertãozinho, no ano passado, mais de 400 (!!!) livros foram repassados. Em Ribeirão Preto, mais de 3 mil. No Distrito Federal, um professor colocou a geladeira em uma praça, toda customizada com arte grafite, uma coisa linda de se ver. E o mais legal é que as pessoas estão aderindo e respeitando: terminou de ler, devolve!

Essa iniciativa é incrível, ainda mais porque os preços dos livros no Brasil são bem carinhos, nem sempre acessíveis para a população em geral. O intuito do livro é disseminar informação, conhecimento e cultura, e não tem jeito melhor do que compartilhando com as outras pessoas!

É claro que muitos têm aquele apego material com livros, pensando “mas minha edição é linda, capa dura, novinha, não vou doar”. Mas ninguém falou que você precisa doar sua edição de luxo! Doe aquele livro bacana, mas que você não se apegou tanto. Abra espaço na sua estante para livros novos! Dissemine por aí seus autores prediletos, compartilhe com os outros seus gostos. Mostre para o mundo porque aquele livro é tão importante para você!

O Jornal Nacional fez uma matéria mostrando a geladeira de livros. São vários projetos diferentes pelo país, como o da prefeitura de Cosmópolis (SP), por exemplo, o Fome de Leitura.

Saiba mais sobre o projeto "Geladeira de Livros"
Foto: João Vilnei/Prefeitura de Santa Maria

Curti muito essa ideia! A Matilda aprovou também:

gif matilda

Listas

10 situações que todo amante de livros já viveu

Quem é amante de livros sabe que existem coisas imperdoáveis que algumas pessoas fazem com livros ou momentos em que não conseguimos controlar o vício. Seja surtando na livraria ou se apaixonando com edições de luxo, existem diversas situações em comum para os amantes da leitura. Vai me dizer que não é verdade?

10 situações que todo amante de livros já viveu

1) Quando alguém te devolve o livro com a capa e/ou contracapa destruída.

10 situações que todo amante de livros já viveu

2) Quando finalmente chega pelo correio aquele livro que você está esperando há dias.

10 situações que todo amante de livros já viveu

3) Quando você compra uma estante pra organizar sua penca de livros.

10 situações que todo amante de livros já viveu

4) Quando você quer ler e tem gente ao seu redor que não para de falar.

10 situações que todo amante de livros já viveu

5) Quando você lê 3 livros ao mesmo tempo e de repente se perde nas histórias.

10 situações que todo amante de livros já viveu

6) Quando você quer carregar um livro muito pesado na bolsa/mochila.

10 situações que todo amante de livros já viveu

7) Quando você começa a ler 10 livros, mas nenhum te empolga.

10 situações que todo amante de livros já viveu
8) Quando você tá superfeliz lendo sem parar e o final do livro é um lixo.
10 situações que todo amante de livros já viveu
9) É só começar a chover que você já quer se enfurnar no quarto e ficar lendo o dia inteiro.
10 situações que todo amante de livros já viveu
10) E no fim do dia, não importa o que aconteça: os livros são sua melhor companhia.

10 situações que todo amante de livros já viveu

Quais dessas situações de amantes de livros você já vivenciou?

LEIA TAMBÉM

Melhores do Ano

Livros favoritos de 2014 – Melissa

Já virou rotina: todos os anos eu paro por alguns minutos e faço uma lista com os melhores livros lidos. Nem sempre rende: alguns anos são bem “fracos” e acabo indicando apenas dois ou três. Esse ano foi diferente – ainda bem! Dos 43 livros lidos em 2014, oito se destacaram e me marcaram, de alguma forma. Quer ver quais são? Confira:

Livros favoritos de 2014 - Melissa
FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

Hyperbole and a Half – Allie Brosh

Humor escrachado e, ao mesmo tempo, leve! As histórias que aconteceram na vida de Allie parecem ter sido inventadas, de tão boas e engraçadas! Confira a resenha completa de Hyperbole and a Half.

Cash – A Autobiografia de Johnny Cash – Johnny Cash

Esqueça o mito e conheça o homem. Ele poderia ser qualquer um, mas tornou-se uma das maiores lendas do country americano. Para os fãs, como eu, essa autobiografia de Johnny Cash é leitura obrigatória: o cara é um tremendo contador de histórias! Leia aqui a resenha completa do livro.

Coração de Tinta – Cornelia Funke

Cornelia é minha autora de fantasia preferida e ponto. Por ser viciada em leitura, Cornelia consegue transferir pro papel todo esse amor que nós sentimos pela linguagem escrita e faz isso de forma linda! Esse livro (e a trilogia Mundo de Tinta, no geral) é imperdível!

Bidu: Caminhos – Eduardo Damasceno e Luís Felipe Garrocho

Tão, mas tão lindo! Esse livro faz parte da “série” criada pela Graphic MSP com roteiristas e ilustradores para homenagear o universo de Mônica e seus amigos. Bidu: Caminhos foi o primeiro que li, seguido por Laços – que também é incrível! Ele conta a história de Bidu antes de conhecer seu companheiro Franjinha. Uma das história mais tocantes que li em 2014.

Livros favoritos de 2014 - Melissa
FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

Sejamos todos feministas – Chimamanda Ngozi Adichie

Conheci as palavras de “Sejamos todos feministas”, de Chimamanda, através da música Flawless, de Beyoncé. Assisti o discurso feito por ela em 2012 durante o TEDxEuston e baixei o e-book (gratuito!) para ler. Uma pena ser tão pequeno! Quanta lucidez! Faça o download através da Amazon.

Assassinato no Expresso do Oriente – Agatha Christie

Meu primeiro contato com a “Rainha do Crime”. Não é à toa que ela leva esse apelido, viu? Para quem nunca leu nada de Agatha, indico fortemente esse livro: é extremamente rápido e de tirar o fôlego! Confira a resenha completa de Assassinato no Expresso Oriente.

Put Some Farofa – Gregorio Duvivier

Gregorio Duvivier, um dos criadores do famoso Porta dos Fundos, expõe suas diversas formas em esquetes, crônicas, poemas e outros textos que vão do lírico ao escrachado. Vale muito a pena! Confira a resenha completa de Put Some Farofa.

Se só me restasse uma hora de vida – Roger-Pol Droit

Trata-se de um breve estudo sobre a filosofia do morrer. Pode até ter uma pegada “autoajuda” em alguns momentos, mas os questionamentos e os recursos linguísticos do autor são pertinentes e criativos. Confira a resenha completa de Se só me restasse uma hora de vida.

E vocês, pessoal? Quais livros mais curtiram ler em 2014? Conta pra gente nos comentários. E não se esqueça de ver a lista de favoritos de 2014 da Isa!