“O Chá de Época”: evento para fãs de romances de época criado pela Editora Record

Um linguajar deveras rebuscado. Cavalheiros de tirar o fôlego de qualquer dama. Castelos, bailes, vestidos suntuosos… É claro que estamos falando sobre romances de época!

O gênero agrada até os corações mais difíceis, deixa os fãs sonhando com um amor que ultrapasse qualquer barreira: seja um clássico de Jane Austen ou um lançamento, como o Não Me Esqueças, de Babi A. Sette, esse tipo de literatura agrada e, a cada dia, alcança ainda mais fãs!

Foi pensando neles, aliás, que a Editora Record apostou em um evento exclusivo: O Chá de Época.

"O Chá de Época": evento para fãs de romances de época criado pela Editora Record

FOTO: Reprodução

A ideia é fomentar ainda mais a discussão sobre esse gênero literário, e fazer com que mais pessoas se apaixonem por tantos personagens incríveis e doces! É claro que, além do bate-papo, ainda rolam sorteios de brindes superespeciais. Não dá pra perder, né? 

Só neste segundo semestre, o Grupo lança dezesseis romances de época, o que reforça o investimento da editora neste gênero que já consagrou nomes como Carina Rissi, da série Perdida. O público é sempre fiel e engajado. Exemplo disto é a trilogia ‘Príncipe’, de Elizabeth Hoyt, que chegará às lojas pela Record. O lançamento é fruto dos pedidos dos fãs da autora, que nunca havia sido publicada no Brasil“, destaca a assessora de imprensa do Grupo Editorial Record, Raquel Araújo, através de comunicado.

Confira outros lançamentos de época que estão saindo do forno:

"O Chá de Época": evento para fãs de romances de época criado pela Editora Record

Os próximos romances de época que serão lançados pela Editora Record FOTO: Divulgação

O primeiro Chá foi ontem (02), no Rio de Janeiro.  Confira as datas dos próximos eventos:

Nos vemos por lá? 😉

LEIA TAMBÉM


Comente!
Escrito por:

Melissa Marques


Semana Senac de Leitura

Semana Senac de Literatura

Foto: Shutterstock

SEMANA SENAC DE LEITURA

Conforme o último Censo Escolar, só um terço das escolas do país oferecem bibliotecas aos alunos. E mais: a maioria dos brasileiros nunca leu um livro ou visitou uma biblioteca. Para mudar esse quadro, a Semana Senac de Leitura busca aproximar as pessoas do gosto pelo ler e escrever, práticas fundamentais para a formação de cidadãos críticos.

PROGRAMAÇÃO

São palestras, workshops, oficinas diversas, contação de histórias, rodas de leitura, saraus, murais de poesia, gincanas, filmes, música, teatro, dança, stand up e outras atrações.

SAIBA MAIS

MENINA DE NOVE ANOS LEVA LIVROS AO “MINHOCÃO” PARA SEREM DOADOS
SAIBA MAIS SOBRE O PROJETO “GELADEIRA DE LIVROS”

FEIRA DE TROCA DE LIVROS

Há mais de 10 anos o Senac promove a Feira de Troca de Livros, que durante todo esse período estimulou o acesso à leitura. Todas as ações desenvolvidas para a feira de troca de livros foram incorporadas à Semana Senac de Leitura.

REGRAS PARA TROCA

  • Os materiais recebidos na troca devem estar em bom estado de conservação;
  • Materiais muito antigos não serão aceitos;
  • A troca será de livro por livro e gibi por gibi;
  • Livros de literatura em geral são bem aceitos (seguindo o critério de conservação e qualidade);
  • São permitidos livros de literatura estrangeira, nacional, infantil, infanto‐juvenil e gibis;
  • Não serão aceitos materiais didáticos, livros de cunho político/partidário, religioso, dicionários, lista de endereços e telefones, teses e dissertações, enciclopédias, pornográficos e sobre sexologia, código civil e legislação e livros de informática.

Quando? Em abril, outubro e novembro nas unidades do Senac no Estado.
Quanto? A participação é gratuita e aberta a todos.

Confira a programação de cada local no Portal Senac

FONTE: Senac.


Comente!
Escrito por:

Melissa Marques


Como ter um diário pode ajudar a melhorar sua escrita

Outro dia encontrei um texto muito interessante no blog LIVE TO WRITE – WRITE TO LIVE e resolvi postar aqui no blog. Muitos acreditam que ter um diário é coisa do passado, mas escrever à mão pode ajudar a melhorar a escrita e, por consequência, auxiliar também escritores iniciantes. Não precisa ser necessariamente um diário, mas um caderno de anotações, bloquinho ou qualquer coisa parecida. Lembrando que eu traduzi livremente o texto, então pode conter alguma diferença do original. As dicas são ótimas, olha só:

mulher escrevendo no caderno

Shutterstock

1 –  Alivia a pressão de ser “ótimo”

Ter um diário liberta você para escrever com alegria, abandono e criatividade desenfreada. Escritores são com frequência dominados pelo estresse e tendem a viver em função de algum padrão fabricado. Isso paralisa e suga toda a vida da sua escrita, deixando o texto diluído, vacilante,  sem cor e sem inspiração. Um diário te faz escrever sem medos, sem edição, sem nenhum “deveria”. Apenas deixa você escrever. Que bênção!

 2- Elimina todo o lixo

Todos escrevemos porcarias. No livro Bird by Bird, a escritora Anne Lamott fala sobre escrever os “primeiros rascunhos lixentos“. Todos nós fazemos isso, faz parte do processo. Escrever em um diário é o jeito mais rápido e fácil de conseguir mais porcarias na página. A partir daí, você pode seguir em frente e escrever suas melhores ideias.

caderno, café óculos mãos

Shutterstock

3- Ele oferece preciosidades

Aposto que você já releu algum trecho que escreveu e pensou: “Caramba! Eu escrevi isso? É muito bom!“. Quando você liberta sua criatividade e tem o compromisso de ser completamente honesto e sem censura, coisas boas podem surgir. Os diamantes serão enterrados junto com toneladas de pedregulhos, mas estarão lá.

+ Leia também: 5 livros para escritores iniciantes

4- Cria um arquivo pessoal muito vasto

Muito do que é escrito em diários não são bons para ser lidos, até mesmo por quem escreve. Ainda assim, também existem muitas ideias e fragmentos que poderiam inspirar histórias ou artigos. Você pode até incluir exercícios de escrita nos diários – pratique escrever diálogos, descrições, ações, etc.

5 – Melhora sua saúde

Existem vários estudos que demonstram como pessoas que escrevem sobre seus sentimentos (os bons e principalmente os ruins) são menos estressadas e têm sistema imunológico mais forte. Não é uma surpresa – afinal, guardar as coisas para você é o caminho para o desastre, já que descobrir mais sobre si mesmo é uma boa aposta para aumentar a autoconfiança e o bem-estar.

6 – Deixa você mais perto da perfeição

Em seu livro OutliersMalcolm Gladwell diz que para ser um expert em alguma coisa, você deve investir pelo menos 10,000 horas praticando. As horas que você gasta escrevendo no seu diário contam. Comece a arranjar um tempinho para escrever agora mesmo!

7- Salva relacionamentos

O diário é um lugar excelente para desabafar sem o risco de dizer algo que você pode se arrepender mais tarde. Está nervoso (a) com a pessoa amada? Escreva! Odiando seu trabalho? Escreva. Tem uma crush secreta pelo vizinho? Bem…você entendeu.

+ Leia também: 13 autores best-seller dão dicas para iniciantes

8 – Clareia sua mente

Em seu trabalho The Artist’s Way, a autora Julia Cameron recomenda escrever “Páginas pela Manhã“. O método envolve escrever um pouquinho toda manhã, ao acordar. O propósito é clarear suas ideias e sua mente de qualquer problema que possa barrar seu processo criativo. Colocar seus pensamentos no papel libera espaço na sua mente e para as tarefas que você deve cumprir.

mulher escrevendo no caderno

Shutterstock

9 – Ajuda você a encontrar sua voz

Escritores são obcecados por descobrir, desenvolver e refinar sua “voz”. Quando você deixa de lado a “alta expectativa” e apenas escreve com o seu estilo e como você é, sua voz sairá naturalmente.

10 – Ajuda a desenvolver melhores hábitos de escrita

Quanto mais tempo você reserva para escrever, mais você arranjará tempo para colocar as palavras no papel. Não fique aguardando um “grande projeto”, apenas arranje uma caneta, um caderno e deixe as palavras voarem pelas páginas.


2 Comentários
Escrito por:

Isabela Zamboni


Livros na decoração

Como usar livros na decoração da sua casa

FOTO: Divulgação / Westwing

Os bibliófilos costumam adquirir livros para a sua coleção semanalmente. A grande dificuldade dessa coleção é o espaço. Quem ama ler, sabe: os bons livros têm que ficar para a coleção e devem ser lidos mais de uma vez!

E o que fazer quando falta espaço para tantos livros? Pensando nisso, me juntei ao Westwing, e-commerce de casa e decoração, e separei algumas dicas de como aproveitar seus livros para deixar seu lar ainda mais charmoso! Confira:

Como usar livros na decoração da sua casa

FOTO: Divulgação / Westwing

ESTANTE DE LIVROS

A sala de estar costuma ser o maior cômodo da casa. Que tal enchê-la com livros e dispor com adornos e outros objetos? Uma boa ideia para segurar os livros é usar aparadores divertidos e que tenham a sua cara!

Como usar livros na decoração da sua casa

FOTO: Divulgação / Westwing

LIVROS EM NICHOS

Outra ideia é preencher nichos espalhados pela casa com seus livros e revistas prediletos. Ainda é possível enfeitar a parte de cima do nicho com vasos e plantas.

Como usar livros na decoração da sua casa

FOTO: Divulgação / Westwing

LIVROS PELA CASA

Usar livros dispostos pela casa em cima de mesas de centro, criados-mudos e pufs também está super em alta. Você pode, inclusive, usá-los como apoio de vasos de flores (nesse caso, cuidado para não sujar ou molhar os livros!) e porta-retratos.

Como usar livros na decoração da sua casa

FOTO: Divulgação / Westwing

LIVROS EM CRIADOS-MUDOS

Que tal ousar ainda mais e criar um estilo diferente de criado-mudo para o seu quarto? Basta empilhar alguns livros maiores de capa grossa e você terá um criado diferente e supermoderno.

Conteúdo oferecido por:

Westwing


Comente!
Escrito por:

Melissa Marques


13 autores best seller dão dicas para iniciantes

O caminho percorrido por autores iniciantes eu busca de “um lugar ao sol” raramente é fácil. São diversas dificuldades que cada um enfrenta para, finalmente, conseguir realizar o sonho de ser publicado. Durante meus anos com foco em reportagens literárias pude entrevistar diversos autores best seller e, muitas vezes abordava o tema. O resultado você confere abaixo: um compilado de entrevistas com dicas preciosas para autores que estão iniciando sua carreira!

Autores best seller dão dicas para iniciantes

Foto: Divulgação – Anna Todd – Harlan Coben – Cornelia Funke e Alyson Noel

AUTORES INTERNACIONAIS

Anna Todd

“Sim! Eu comecei com zero leitores, como todo mundo. Eu diria que é muito importante não focar na negatividade. Se eu tivesse parado de escrever por causa de algumas provocações on-line, eu nunca teria chegado até aqui”.

Harlan Coben

“A coisa mais importante é bastante óbvia: escreva o máximo que você puder. Se você tem um diário, isso é ótimo. Apenas continue escrevendo, mesmo que não seja bom. A coisa mais importante que um jovem escritor deve saber é que não tem que ser bom, você apenas precisa continuar a escrever. É como um exercício, se você o fizer errado ainda assim ficará mais forte, desde que continue fazendo. Se você, por exemplo, quiser jogar futebol, você não tem que dar um chute perfeito de primeira, o que importa é que quanto mais você fizer, melhor ficará a sua técnica. Então, para começar, apenas escreva. Não ligue se está bom ou não, não ligue se alguém quer publicar ou não, apenas escreva um pouco todo dia”.

Veja também: 5 livros para escritores iniciantes 

Cornelia Funke

“Tenha sempre um caderno e uma caneta com você. As ideias sempre vêm em horas e momentos errados e você precisa pegá-las. Seja curioso sobre tudo – dentro e fora de você. Alimente sua imaginação com a sua vida. Não viva apenas nos livros. Faça a sua escrita expressar o que você sente sobre o mundo. E… tente escrever à mão. Você se surpreenderá com a diferença de escrever em um computador. Deixe-o para seu segundo rascunho. E aí, reescreva, reescreva, reescreva… Eu faço isso pelo menos oito vezes para cada livro”.

Alyson Noel

“O segredo é que não tem segredo! Não há nada que um escritor possa fazer pra virar bestseller, assim como você não tem como saber quais livros vão ter um grande público e porquê. Tudo o que um escritor pode fazer é dedicar o máximo de si mesmo a um livro, escrever o melhor que pode e, nesse período, ir o mais fundo possível na história, criar um mundo vibrante, recheado de personagens fortes – e aí cruzar os dedos quando for lançado e começar o próximo trabalho. Alguns livros dão certo, outros não, mas desde que haja histórias pra contar, nós seguimos  e escrevemos, não importa o que aconteça”.

Kiera Cass

“Leia tudo! Mesmo coisas que você acha que vai odiar. Isso ajuda você a definir a sua própria ‘voz'”.

C. C. Hunter*

“Tenho alguns. O primeiro conselho é: escreva. Muita gente quer ser escritor, mas não dedica tempo suficiente a isso. Você tem que amar escrever para ser um escritor. Você tem que gostar ainda mais que sair para almoçar com seus amigos, ou assistir TV, ou ir às compras. Você tem que se dedicar ao ofício. O segundo conselho é: nunca pare de aprender, fazer cursos, ler livros sobre como escrever. Pratique com outros escritores e critiquem os textos uns dos outros. O terceiro conselho é: nunca, nunca, desista! Eu escrevi durante anos antes de finalmente vender o meu primeiro livro. Então, escrevi por mais treze anos antes de vender meu livro seguinte. Se você quer, de verdade, ser um escritor, não deixe que nada (rejeição ou críticas negativas, ou a vida) faça você desistir de perseguir esse sonho. Você não pode parar de viver, então faça sim todas as coisas que citei, mas com moderação, porque escrever é importante. Se quiser mesmo ser escritor, não veja isso como um hobby, e sim como uma carreira, mesmo antes de se tornar realidade”.

*Entrevista: Divulgação / Jandaia.

Cecily von Ziegesar

“Leia tudo. Leia, leia, leia. E quando você tiver uma ideia, coloque no papel”.

Autores best seller dão dicas para iniciantes

Foto: Divulgação – Carolina Munhoz – Lycia Barros – Maurício Gomyde – Paula Pimenta

AUTORES NACIONAIS

Carolina Munhóz

“Tenha foco! Saiba o que você quer para a sua vida e trace um caminho até o se objetivo. Para isso você tem que ler muito e estudar bem o mercado”.

Lycia Barros

“Leia muito e não desista! A profissão é realmente difícil no Brasil, mas se você se aplicar para escrever bem, ser persistente e batalhadora, com certeza encontrará seu lugar ao sol”.

Maurício Gomyde

“Se for para ser só uma dica, eu digo: Escreva todos os dias!”.

Paula Pimenta

“Em primeiro lugar, acho que é importante ler muito. Geralmente, quem gosta de ler e tem esse hábito, escreve bem. Devemos também escrever sobre o que gostamos, pois quando escrevemos com paixão, os leitores sentem isso. Escrever sobre o que realmente conhecemos é importante também. Ao escolher um tema, certifique-se que você domina o assunto, para não se perder no meio da história. Depois que o livro estiver pronto, é preciso muita paciência e força de vontade pra procurar uma editora. Acho que esses são os passos fundamentais para quem quer escrever e publicar um livro”.

Laura Conrado

“O caminho a gente faz caminhando! Não adianta você ficar sonhando muito ou esperando uma oportunidade que não vai surgir sozinha. Vocês tem que começar a escrever e ler muuuuuuuuito, porque, quando você lê, você descobre qual estilo de livro você gostaria de escrever, aquele que mais te interessa. Além disso, você vai aumentar seu repertório de palavras! Então, para começar, tentem escrever! Não gostou? Façam de novo. Não tenham apego demais ao seu texto, apaga e faça de novo. Tentem cada vez mais! Aprendam a aceitar os “nãos” que podem aparecer, para entender as críticas e também para realmente entender que a profissão de escritor é igual a qualquer outra! Não é porque eu escrevo livros que eu sou mais importante ou especial que outra pessoa”.

Drica Pinotti

“O maior problema de um escritor é a falta de produtividade, eu mesma sou vítima dela. São tantas distrações nas mídias sociais e tantos os chamados para viver o mundo que acontece do lado de fora da janela, que manter a disciplina de trabalho é um grande problema pra mim. Acho que o conselho que eu daria é: foco no seu trabalho, crie uma disciplina possível e aconteça o que acontecer, não saia dela! Produza muito e tenha um bom agente para trazer as melhores propostas até você. Escreva sobre assuntos que você gosta e conhece. Escrever deve ser divertido e compensador no sentido da realização. Divulgue seu livro com amor e dedicação, só assim o sucesso chegará até você”.

* Todas as entrevistas foram feitas por mim (Melissa Marques). As completas estão publicadas e disponíveis para leitura no site todateen.


4 Comentários
Escrito por:

Melissa Marques


Página 1 de 212