Resenha: Sandman – Prelúdio 1 – Neil Gaiman e J. H. Williams III

Resenha: Sandman - Prelúdio 1 - Neil Gaiman e J. H. Williams III

FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

Quem me conhece um pouquinho sabe que sou superfã de Neil Gaiman. Porém, nunca tive oportunidade de ter contato com Sandman, considerado por muitos sua obra-prima, sucesso de público e crítica.

Quando soube do lançamento de Sandman – Prelúdio 1, fiquei empolgada e fui às bancas procurar a novidade. Como era de se esperar, o exemplar estava esgotado em todas as bancas que procurei. Porém, acabei encontrando uma edição nova no Sebo Espaço Literário e adquiri por R$ 21,90.

Não é um preço “comum” para exemplares de HQ, mas como eu não costumo investir muito no gênero, acabei comprando.

A sinopse é a seguinteMorpheus, o Rei dos Sonhos, tem a sensação de que algo está muito errado. Em meio às suas responsabilidades com o mundo do Sonhar e seus súditos, ele recebe um misterioso chamado. Mesmo sem saber do que se trata, mas atraído e impelido a responder a convocação, se mune de seu elmo, rubi e algibeira de areia para partir rumo a uma desconhecida jornada.

Importante: vale lembrar que essa é a visão de uma leitora esporádica de HQ. Não faço coleções ou acompanho os lançamentos. Apenas compro um ou outro título que me interessa…

Resenha: Sandman - Prelúdio 1 - Neil Gaiman e J. H. Williams III

FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

Então, aqui vão as minhas considerações:

Pelo que pesquisei, a série foi publicada de 1988 a 1996. Porém, quase 20 anos após a última edição (75ª), Gaiman e Williams se uniram para produzir o “prelúdio”, isto é, mostrar como tudo começou.

“Digo a mim mesmo que sou Sonho dos Perpétuos. Eu sou SONHO. E estou preparado para o que quer que me espere”.

Como nunca tive contato com as HQs do personagem, fiquei um pouco perdida lendo a primeira edição, principalmente em relação aos personagens, mundos e tempos, porém, a ideia principal é passada com maestria. A atmosfera onírica da HQ é um show à parte. Willians trouxe com perfeição o clima sombrio e fantástico que é marca registrada de Neil Gaiman.

+ RESENHA: O DIA DE CHU – NEIL GAIMAN E ADAM REX
+ CURTA: BEHIND THE TREES, DE AMANDA PALMER SOBRE NEIL GAIMAN
+ RESENHA: CORALINE – NEIL GAIMAN

“Indiscutivelmente, há nós: uma multiplicidade de pontos de vista, mais do que um de mim é, por definição, nós”.

Roteiro, diálogos e ilustrações tiram o leitor do lugar-comum e fazem pensar. E o melhor: ajudam a criar o clima de suspense no ar. A narrativa fantástica de SONHO cativa, ganha nossa atenção e prende da primeira a última página.

Resenha: Sandman - Prelúdio 1 - Neil Gaiman e J. H. Williams III

Página quadrupla MARAVILHOSA! FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

Outro detalhe bem legal são as páginas dedicadas aos extras. Em Sandman – Prelúdio 1, vemos como é o processo de arte dos quadrinhos: a concepção do desenho, as cores base, a coloração final através de um processo digital… Até a maravilhosa arte final! Como eu adoro esse tipo de “curiosidade”, gostaria de ter lido mais páginas dedicadas ao assunto. Será que no próximo volume da série os extras serão maiores? *_*

Em alguns fóruns, o pessoal comentou que iria esperar a Panini Books liberar o volume único da coleção. É uma escolha. Como eu não aguento esperar, vou comprar picadinho mesmo. Haha! Inclusive, o pessoal comentou que a fonte de Sandman na capa é horrível. Não discordo. Ela destoou bastante, mas nada que interfira diretamente na qualidade da obra. Além disso, pelo que pesquisei, a fonte da próxima capa é diferente, com uma pegada mais western.

Resumindo: mal posso esperar por Sandman – Prelúdio 2!!

Capa Sandman Prelúdio 1Título original: Sandman Overture 1
Autor: Neil Gaiman e J. H. Williams III
Editora: Panini Books
Número de páginas: 56
Ano: 2015
Gênero: HQ
Nota: EstrelaEstrelaEstrelaEstrelaEstrela


Escrito por:

Melissa Marques



Comentários via Facebook

Comentários


Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *