Resenhas  |  09.06.2020

Resenha: Cat Person e outros contos – Kristen Roupenian

Resenha: Cat Person e outros contos - Kristen Roupenian

FOTO: Isabela Zamboni | Resenhas à la Carte

Comecei a ler Cat Person e outros contos porque vi diversos comentários sobre o livro. Muitos o descreveram como embrião do movimento #MeToo, já que o conto que dá nome ao livro foi publicado na revista New Yorker ao final de 2017, quando começaram as discussões sobre assédio. Ler a resenha da Tati Bernardi também me deixou ainda mais curiosa. Afinal, que contos são esses que fizeram tanto sucesso?

Antes de começar a resenha, veja a sinopse:

“Kristen Roupenian era uma autora desconhecida até a publicação de “Cat person”, em dezembro de 2017, no site da revista New Yorker. Narrando o encontro de Margot, de vinte anos, com Robert, de 34, a história toma rumos inesperados ao abordar as expectativas frustradas, as questões de gênero e as relações pautadas pelas dinâmicas digitais. O conto ganhou alcance excepcional e se tornou um fenômeno editorial ao retratar, numa prosa surpreendente e eletrizante, o amor em nossos tempos.

Ao longo de doze histórias, com tom ora sombrio, ora hilariante, a escritora explora com sensibilidade aguda e imaginação selvagem a realidade contemporânea com tintas por vezes absurdas — e até mesmo assustadoras. Esta reunião de contos apresenta uma galeria de personagens profundamente humanos e, por isso mesmo, estranhamente inquietantes, que buscam se relacionar em dias marcados por angústias, contradições, perversões e uma dificuldade intransponível de comunicação.”

O primeiro conto, “Seu Safadinho”, me deixou boquiaberta. Não imaginava uma história tão intensa com um final perverso daqueles. A narrativa de Roupenian é simples, mas envolvente do começo ao fim. A leitura flui numa velocidade incrível, eu não conseguia parar de ler. Na sequência, “Look at Your Game, Girl” é ainda mais bizarro, envolvendo um suposto seguidor da seita de Charles Manson em contato com uma garota de doze anos.

“Sardinha” traz um tom esquisito, não dá para entender do que se trata, mas o final é absurdo, assim como nas outras histórias. O medo da mãe em ver a filha se transformar em algo assustador, as questões concernentes à maternidade e ao casamento falido, com certeza já passaram pela cabeça de mulheres numa situação parecida. Inclusive, a honestidade da escrita chega a incomodar.

O conto “Os Corredores Noturnos” é tão absurdo que nem consegui digerir muito bem. Sabe quando você pensa: “o que foi que eu acabei de ler?”. Ainda assim, é uma história que prende do começo ao fim, com momentos de tensão e sentimentos de raiva.

As personagens do livro  – como a própria sinopse indica – são muito humanas. Pensamentos inquietantes, que ninguém tem coragem de verbalizar, permeiam Cat Person e outros contos.

Engraçado pensar que o próprio conto Cat Person, que dá nome ao livro, não é um dos meus favoritos, apesar de ser ótimo. É inquietante, muitas mulheres já passaram por aquele tipo de situação, o final é esperado, mas ainda assim, achei que as outras histórias eram mais originais.

Ao acompanhar a história de Margot, de 20 anos, saindo com Robert, de 30 e poucos, e seu primeiro encontro desengonçado e incômodo, sentimos junto com a personagem a aflição daquele momento. Uma transa ruim que deu errado, um cara estranho, o arrependimento de ter começado aquela relação, o desapontamento e até o nojinho da personagem são descritos minuciosamente. Os pontos de vista a respeito desse conto são múltiplos: cada um tem uma interpretação diferente das personagens e da situação narrada.

Para comprar o livro, é só clicar no link abaixo!

Por fim, o louvor da escritora reside no jogo psicológico: todos temos nossos demônios, manias e medos. Quando são transpostas em situações de exposição, o incômodo é dolorido. Gostei bastante da leitura, já que cada história tem um toque inquietante na narrativa.

A seguir, listei os contos de Cat Person:

Lista de contos 

  1. Seu Safadinho
  2. “Look at Your Game, Girl”
  3. Sardinha
  4. Os corredores noturnos
  5. O espelho, o balde e o velho fêmur
  6. Cat Person
  7. O cara legal
  8. O garoto na piscina
  9. Não se machuque
  10. O sinal da caixa de fósforos
  11. Vontade de morrer
  12. Aquela que morde
Resenha: Cat Person e outros contos - Kristen Roupenian

FOTO: Isabela Zamboni | Resenhas à la Carte

NOTA:

E você, já leu? Gostou? Deixe sua opinião nos comentários!

 

LEIA TAMBÉM

Ajude o Resenhas! Clicando na imagem abaixo você contribui para o crescimento do blog! 🙂

Ajude o resenhas a crescer

Anterior
Próximo
Compartilhe
Comente Aqui
0 Comentários “Resenha: Cat Person e outros contos – Kristen Roupenian”