Curiosidades

Local que inspirou autora de “O Morro dos Ventos Uivantes” sofre com ataques de vandalismo

Placa localizada no local gerou polêmica na comunidade

As ruínas de Top Withens, uma casa de fazenda que serviu como inspiração para o lar da família Earnshaw no famoso livro “O Morro dos Ventos Uivantes”, de Emily Brontë, foram danificadas por turistas que removeram pedras das paredes.

top withens morro ventos uivantes

Crianças que escalaram as ruínas da casa (localizada em Haworth, West Yorkshire, na Inglaterra), chegaram a danificar a construção, que se tornou um destino popular para os fãs da autora britânica. O local é tão famoso entre os turistas, que algumas placas inseridas na região são escritas em várias línguas diferentes.

top withens morro ventos uivantes

Por conta do vandalismo no espaço, foram colocadas algumas placas e indicações em Top Whitens, alertando as pessoas a não subirem nas ruínas, não removerem pedras da parede e supervisionarem as crianças. No entanto, isso gerou reclamações na comunidade, que afirmam que as placas estão deixando o local desagradável, justamente em uma área de incrível beleza natural.

SAIBA MAIS

Resenha: O Mundo de Downton Abbey – Jessica Fellowes

Resenha: Persuasão – Jane Austen

top withens morro ventos uivantes
Placa localizada no local gerou polêmica na comunidade

Por conta das reclamações, a companhia responsável pelo espaço – Yorkshire Water – decidiu substituir as placas por sinalizações mais “simpáticas” na locação, que ainda devem ser aprovadas pela Sociedade Brontë.  Segundo o vereador da cidade, Russell Brown, os ataques de vandalismo estão reduzindo o tempo para restauração das ruínas, que serão fechadas para visitação do público.

Que tristeza! O local é tão lindo, mas as pessoas não se contentam em conhecer, ainda precisam destruir o espaço… um sonho: conhecer esse lugar que inspirou um dos meus livros favoritos! ❤

top withens morro ventos uivantes

Curiosidades

Confira as bibliotecas mais bonitas do mundo, segundo a BBC

Foto: Ken Welsh/Alamy

Se você, como eu, tem uma paixão por bibliotecas, vai se encantar com essa lista publicada pela BBC. Várias pessoas votaram e escolheram as bibliotecas mais incríveis espalhadas pelo mundo afora. Tudo bem que a lista de bibliotecas mais bonitas do mundo é bem restrita a poucos países, mas vale a pena dar uma conferida:

10 bibliotecas mais bonitas do mundo, segundo a BBC

1- El Escorial, em Madrid, Espanha

10 bibliotecas mais bonitas do mundo, segundo a BBC
Foto: Ken Welsh/Alamy

Imagina entrar em uma biblioteca com essas pinturas incríveis? Não sei ao certo como funciona, mas parece tão “patrimônio”, que acho difícil alguém realmente usar essa biblioteca no dia a dia. Mas ainda assim, vale a visita!

2 – Biblioteca Pública de Vancouver, Canadá

10 bibliotecas mais bonitas do mundo, segundo a BBC
Foto: Robert Harding Picture Library Ltd/Alamy

Essa biblioteca é realmente incrível! Muitos e muitos andares, com janelas de vidro enormes… o acervo deve ser gigante também. Quero já!

3 – Biblioteca Bodleian em Oxford, Inglaterra

10 bibliotecas mais bonitas do mundo, segundo a BBC
Foto: Oxford Picture Library/Alamy

Achei essa biblioteca meio escura demais, mas o acervo de livros deve ser incrível.

4 – Biblioteca da Universidade de Trinity, em Dublin, Irlanda

10 bibliotecas mais bonitas do mundo, segundo a BBC
Foto: JLBvdWOLF/Alamy

Imponente essa biblioteca, não é? Poderia passar horas e horas passeando entre as prateleiras!

5 – Biblioteca Pública de Boston, EUA

10 bibliotecas mais bonitas do mundo, segundo a BBC
Foto: Sean Pavone/Alamy

Essa tem uma carinha mais amigável, bem iluminada, com bastante espaço para estudar e ler em paz.

6 – Ruínas da Biblioteca de Celsus, na antiga cidade de Éfeso

10 bibliotecas mais bonitas do mundo, segundo a BBC
Foto: Brian Jannsen/Alamy

Essa é mais um ponto turístico/arquitetônico, já que se trata de uma biblioteca em ruínas. Mas ainda assim, que maravilhoso!

7 – Biblioteca do Congresso de Washington, DC, EUA

10 bibliotecas mais bonitas do mundo, segundo a BBC
Foto: Jon Bilous/Alamy

Será que Frank Underwood já andou por essa biblioteca? haha! Magnânima, gigantesca… imagina só o acervo de livros desse lugar!

8 – Biblioteca John Rylands, em Manchester, Inglaterra

10 bibliotecas mais bonitas do mundo, segundo a BBC
Foto: Russell Hart/Alamy

Me lembrou um pouco cenário de Harry Potter! Mas parece um local enorme e lindo de visitar.

9 – Biblioteca Sainte-Geneviève, em Paris

10 bibliotecas mais bonitas do mundo, segundo a BBC
Foto: Sainte-Genevieve Library/Marie-Lan Nguyen/Wikimedia Commons

Essa foi a que eu achei mais incrível. Tão organizada e imponente! Essa simetria da foto dá impressão de ser um lugar muito extenso.

10 – Sala de Leitura de Picton, na Biblioteca Central de Liverpool, Inglaterra

10 bibliotecas mais bonitas do mundo, segundo a BBC
Foto: Mike Kipling Photography/Alamy

Lembra um pouco as grandes livrarias brasileiras, principalmente a Livraria Cultura do Conjunto Nacional.

O que vocês acham? Concordam com a lista da BBC de bibliotecas mais lindas do mundo? 🙂

Saudade, Cosac!

LEIA TAMBÉM

Curiosidades

Confira o trailer e curiosidades de “A 5ª Onda”, adaptação do livro de Rick Yancey

FOTO: Divulgação / Editora Fundamento

2016 é um ano que promete muitas adaptações literárias no cinema. Se você, assim como nós do Resenhas, gosta de ler os livros antes de assistir aos filmes, terá uma boa lista de metas para o ano, né? Mas não se desespere! Que tal começar por um livro que a adaptação sai ainda em Janeiro? Nossa dica é o A 5ª Onda! Saiba mais sobre o filme e confira algumas curiosidades.

Curiosidades sobre A 5ª Onda

A edição do livro lançada para o filme tem uma capa e uma sobrecapa com os pôsteres. A estrela que protagoniza a trama é a queridinha Chloë Grace Moretz. Confira as imagens:

Capa: A 5ª Onda
FOTO: Divulgação / Editora Fundamento

O filme promete muita ação e aventura! Baseado no livro, ele conta a história de Cassie, uma adolescente que precisa sobreviver – e ajudar seu irmão – durante uma invasão extraterrestre. A sinopse oficial do livro é a seguinte:

Depois da primeira onda, só restou a escuridão. Depois da segunda onda, somente os que tiveram sorte sobreviveram. Depois da terceira onda, somente os que não tiveram sorte sobreviveram. Depois da quarta onda, só há uma regra: não confie em ninguém. Agora inicia-se A QUINTA ONDA. No alvorecer da quinta onda, em um trecho isolado da rodovia, Cassie foge deles. Os seres que parecem humanos, que andam pelo campo matando qualquer um. Que dispersaram os últimos sobreviventes da Terra. Cassie acredita que, estar sozinho é estar vivo, até que conhece Evan Walker. Sedutor e misterioso, Evan Walker pode ser a única esperança de Cassie para resgatar seu irmão — ou até a si mesma. Mas Cassie deve escolher entre a esperança e o desespero, entre a rebeldia e a entrega, entre a vida e a morte. Entre desistir ou contra atacar“.

TRAILER OFICIAL LEGENDADO

Para comprar o livro, é só clicar no link abaixo: 

CURIOSIDADES SOBRE O FILME

  • A atriz Chloë Grace Moretz que interpretou a protagonista de A 5ª Onda também fez parte do filme Se Eu Ficar;
  • O vilão da história foi interpretado por Liev Schreiber, que fez o irmão do Wolverine em um dos filme do X-Men;
  • Os livros A 5ª Onda e O Mar Infinito estão na lista dos mais vendidos do jornal The New York Times;
  • A 5ª Onda é indicado para os fãs de Jogos Vorazes e Divergente;
  • O terceiro livro da trilogia A 5ª Onda será lançado no exterior em Maio do ano que vem. Aqui ainda não temos previsão de lançamento.
  • Já estamos superempolgadas com a estreia! Chega logo, 21 de janeiro! <3

    Para outras informações, acesse:

    Fansite: http://aquintaondabr.com/
    Fanpage: https://www.facebook.com/A5OndaFilme/

    A 5ª Onda

    * Esse post é um publieditorial

    LEIA TAMBÉM

    Curiosidades

    Reflexão para 2016: Desiderata – Max Ehrmann

    FOTO: Tumblr

    O post de hoje é um pouco mais “pessoal” que o comum 🙂 Resolvi compartilhar com vocês um dos textos que mais gosto. Sempre acabo relendo-o em épocas de mudanças, transições, e claro: antes da passagem de ano. Para mim, é um momento de parar e refletir, pensar em tudo o que fiz durante o ano, e também no que gostaria de ter feito e não consegui por algum motivo.

    Aproveito o fim do ano, também, para traçar metas. Já que “o futuro está logo ali”, essa é uma ótima data para ter novas ideias e aspirações. Tanto para mim, quanto para aqueles que me cercam. Por isso, trouxe o texto Desiderata, do autor Max Ehrmann, para vocês. Espero que conheçam e se inspirem tanto quanto eu! FELIZ ANO-NOVO! Nos vemos em 2016!

    Desiderata - Max Ehrmann
    FOTO: Tumblr

    Desiderata – Max Ehrmann

    No meio do tumulto e da agitação, caminhe tranquilo, lembrando-se da Paz que pode existir no silêncio. Procure viver em harmonia com as pessoas que estão ao seu redor, sem abrir mão de suas próprias convicções.

    Fale a sua verdade, mansa e claramente, e ouça a verdade dos outros, mesmo a dos insensatos e ignorantes, pois eles também têm a sua própria história. Evite as pessoas escandalosas e agressivas; pois elas afligem o nosso espírito.

    Procure não se comparar aos outros, o que o tornaria presunçoso ou amargo, pois sempre haverá alguém acima e abaixo de você.

    Desfrute de suas conquistas, bem como de seus planos.

    Mantenha-se interessado em seu trabalho, por mais humilde que lhe pareça, pois ele é uma bênção diante das incertezas do tempo. Tenha cautela nas suas atividades, já que o mundo é cheio de armadilhas, mas não se torne cego ao bem que sempre existe: muita gente luta por grandes ideais, e em toda a parte a vida está cheia de heroísmos.

    Seja você mesmo. Sobretudo, não simule afeição, e não seja leviano com relação ao amor: diante de tanta aridez e desencanto, ele é perene como a relva.

    Ouça com carinho o conselho dos mais velhos e seja compreensivo com os arroubos da juventude.

    Alimente a força de espírito que o protegerá na sorte inesperada. Mas não se desespere com perigos imaginários: muitos temores nascem do cansaço e da solidão.

    Além de manter uma saudável disciplina, seja gentil consigo mesmo.

    Você é filho do Universo, irmão das estrelas e árvores, você merece estar aqui! E mesmo que você não possa perceber, a Terra e o Universo vão cumprindo o seu destino. Assim, esteja em paz com Deus, como quer que você O conceba. E quaisquer que sejam os seus trabalhos e aspirações, na cansativa luta da vida, mantenha-se em paz consigo mesmo.

    Apesar de todos os enganos, problemas e sonhos desfeitos, este ainda é um mundo maravilhoso.

    Entusiasme-se. E faça tudo para ser feliz.

    * Desiderata – “aspirações” em latim – é um poema, em prosa escrito por Max Ehrmann escrito em 1927 e publicado em 1952.

    Curiosidades

    Três poemas de Carlos Drummond de Andrade foram descobertos em 2015!

    FOTO: Murad Osmann

    Três poemas de Carlos Drummond de Andrade foram descobertos em 2015!
    FOTO: Flávio Veloso

    Quantos tesouros não habitam uma biblioteca, não é mesmo?

    Essa frase nunca fez tanto sentido quanto agora: através de uma pesquisa acadêmica, a estudante Mayra Fontebasso – que cursa o último ano de Letras na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) – acabou descobrindo três poemas de Carlos Drummond de Andrade esquecidos pelo tempo.

    Segundo o jornal O Globo, Mayra “encontrou os trabalhos quando fazia sua pesquisa de iniciação científica sobre textos literários publicados na revista “Raça”, editada em São Carlos entre 1927 e 1934, sob orientação do professor Wilton José Marques“.

    Para entender melhor a origem dos poemas, estudante e orientador consultaram a Bibliografia Comentada de Carlos Drummond de Andrade (1918-1934), de Fernando Py, o Inventário Dummoniano, da Fundação Casa de Rui Barbosa e o crítico, membro da Academia Brasileira de Letras (ABL) e especialista da obra de Drummond, Antônio Carlos Secchin.

    Ao final, constataram que eram textos inéditos. Um deles, “O poema das mãos soluçantes, que se erguem num desejo e numa súplica”, você pode conferir na íntegra, abaixo:

    Projeto Follow Me To
    FOTO: Murad Osmann

    O poema das mãos soluçantes, que se erguem num desejo e numa súplica

    Como são belas as tuas mãos, como são belas as tuas mãos pálidas como uma canção em surdina…

    As tuas mãos dançam a dança incerta do desejo, e afagam, e beijam e apertam…

    As tuas mãos procuram no alto a lâmpada invisível, a lâmpada que nunca será tocada…

    As tuas mãos procuram no alto a flor silenciosa, a flor que nunca será colhida…

    Como é bela a volúpia inútil de teus dedos…

    O poema das mãos que não terão outras mãos numa tarde fria de Junho

    Pobres das mãos viúvas, mãos compridas e desoladas, que procuram em vão, desejam em vão…

    Há em torno a elas a tristeza infinita de qualquer coisa que se perdeu para sempre…

    E as mãos viúvas se encarquilham, trêmulas, cheias de rugas, vazias de outras mãos…

    E as mãos viúvas tateiam, insones, − as friorentas mãos viúvas…

    O poema dos olhos que adormeceram vendo a beleza da terra

    Tudo eles viram, viram as águas quietas e suaves, as águas inquietas e sombrias…

    E viram a alma das paisagens sob o outono, o voo dos pássaros vadios, e os crepúsculos sanguejantes…

    E viram toda a beleza da terra, esparsa nas flores e nas nuvens, nos recantos de sombra e no dorso voluptuoso das colinas…

    E a beleza da terra se fechou sobre eles e adormeceram vendo a beleza da terra…

    FONTE: O Globo