Dicas, Listas

8 livros para escritores iniciantes

8 livros para escritores iniciantes
Foto: Reprodução/Tumblr

Quem sempre sonhou em ser escritor sabe como pode ser um caminho árduo e complicado. Afinal, por mais que você tenha uma boa história para contar, não é fácil transpor para o papel e – ainda mais difícil – conseguir a almejada publicação. Escrever é uma arte e requer muitos cuidados: conseguir passar uma mensagem para o seu leitor não será uma tarefa simples! Porém, uma boa alternativa é seguir o conselho de autores consagrados que deram dicas para quem deseja seguir a carreira de escritor. Veja livros para escritores iniciantes:

8 livros para escritores iniciantes

1 – O Zen e a Arte da Escrita – Ray Bradbury

Nesse pequeno livro, Ray Bradbury, o incrível escritor de Fahrenheit 451, dá dicas excelentes para quem deseja ser escritor, mas sente bastante dificuldade em começar. Ele relata como foi o início de sua carreira, dá dicas para “abrir a cabeça” e entender melhor sobre a escrita como arte e dá conselhos preciosos, tudo com um texto claro, gostoso e fácil de ler. Leia a resenha de Zen e a Arte da Escrita aqui no blog!

O Zen e a arte da escrita Ray Bradbury

SinopseNeste livro exuberante, o incomparável Ray Bradbury compartilha sua sabedoria, experiência e estímulo de uma vida de escritor. Aqui estão dicas sobre a arte da escrita dadas por um mestre do ofício. Um livro que reúne tudo, desde encontrar ideias originais até desenvolver a própria voz e o estilo, bem como leituras, impressões da infância e os bastidores da notável carreira de Bradbury como um autor fecundo de romances, contos, poemas, roteiros de filmes e peças de teatro. O Zen e a arte da escrita é mais do que um simples manual para o aspirante a escritor, é uma celebração do ato da escrita, que vai encantar, exaltar e inspirar o escritor em você.

Para comprar o livro, é só clicar no link abaixo:

2 – Sobre a Escrita: A Arte em Memórias – Stephen King

Fiz a resenha de Sobre a Escrita – esse livro incrível – aqui no blog! Assim como o livro de Bradbury, Stephen King conta um pouco sobre sua carreira de escritor e revela como coloca suas ideias no papel. É uma abordagem diferente, aqui temos dicas mais diretas, como se fosse uma biografia/manual. Uma leitura que entretém e ensina ao mesmo tempo.

Resenha: Sobre a Escrita - A Arte em Memórias - Stephen King
FOTO: Isabela Zamboni | Resenhas à la Carte

SinopseCom uma visão prática e interessante da profissão de escritor, incluindo as ferramentas básicas que todo aspirante a autor deve possuir, Stephen King baseia seus conselhos em memórias vívidas da infância e nas experiências do início da carreira: os livros e filmes que o influenciaram na juventude; seu processo criativo de transformar uma nova ideia em um novo livro; os acontecimentos que inspiraram seu primeiro sucesso: Carrie, a estranha. Pela primeira vez, eis uma autobiografia íntima, um retrato da vida familiar de King. E, junto a tudo isso, o autor oferece uma aula incrível sobre o ato de escrever, citando exemplos de suas próprias obras e de best-sellers da literatura para guiar seus aprendizes. Usando exemplos que vão de H. P. Lovecraft a Ernest Hemingway, de John Grisham a J. R. R. Tolkien, um dos maiores autores de todos os tempos ensina como aplicar suas ferramentas criativas para construir personagens e desenvolver tramas, bem como as melhores maneiras de entrar em contato com profissionais do mercado editorial. O livro também não deixa de lado as memórias e experiências do mestre do terror: desde a infância até o batalhado início da carreira literária, o alcoolismo, o acidente quase fatal em 1999 e como a vontade de escrever e de viver ajudou em sua recuperação. Ao mesmo tempo um álbum de memórias e uma aula apaixonante, Sobre a escrita irradia energia e emoção no assunto predileto de King: literatura. A leitura perfeita para fãs, escritores e qualquer um que goste de uma história bem-contada. Eleito pela Time Magazine um dos 100 melhores livros de não ficção de todos os tempos e vencedor dos prêmios Bram Stoker e Locus na categoria Melhor não ficção, “Sobre a Escrita” é uma obra extraordinária de um dos autores mais bem-sucedidos de todos os tempos, uma verdadeira aula sobre a arte das letras.

Para comprar o livro Sobre a Escrita: A Arte em Memórias, é só clicar no link abaixo:

3 – Para Ler Como um Escritor – Francine Prose

Todo bom escritor sabe que a regra número um para escrever bem é LER bastante! Aliás, não tem como negar isso, né? Quanto mais a gente lê, mais a gente aprende nossa língua e assimila como escrever melhor. Nessa obra, a autora Francine Pose defende os grandes mestres da literatura e tenta ensinar como é importante estudar os clássicos para aperfeiçoar sua própria escrita. Veja aqui a resenha de Para Ler Como um Escritor.

Para ler como um escritor francine prose
Foto: Isabela Zamboni/Resenhas à La Carte

SinopseÉ possível ensinar a um escritor o seu ofício? A questão é polêmica, especialmente quando proliferam cursos de graduação e de extensão com essa proposta. Escritora e crítica literária, Francine Prose defende que sim, há muito o que aprender com os mestres. Virginia Woolf, Jane Austen, Nabokov, Philip Roth e Flaubert são alguns dos autores a quem dedica uma leitura atenta e cuidadosa, em busca do segredo do “escrever bem”. De cada um, extrai valiosas lições. Uma obra indispensável para escritores iniciantes e leitores inveterados!

Para comprar o livro Para Ler como um Escritor, é só clicar no link abaixo:

4 – A Arte de Escrever – Arthur Schopenhauer

Schopenhauer foi um filósofo alemão do século XIX, portanto espere aqui uma leitura diferente e adaptada para outro contexto. Porém, isso não tira toda a sabedoria e as dicas preciosas do autor sobre a escrita. Obs: espere um texto bastante irônico!

a arte de escrever schopenhauer

SinopseNesta antologia de ensaios recolhidos de Parerga e Paralipomena, o leitor vai encontrar textos que trazem as mais ferinas, entusiasmadas e cômicas reflexões acerca do ofício do próprio Schopenhauer, isto é, o ato de pensar, a escrita, a leitura, a avaliação de obras de outras pessoas, o mundo erudito como um todo. São eles: “Sobre a erudição e os eruditos”, “Pensar por si mesmo”, “Sobre a escrita e o estilo”, “Sobre a leitura e os livros” e “Sobre a linguagem e as palavras”. Embora redigidos na primeira metade do século 19, estes ensaios, ao tratar sobre o mundo das letras, os vícios do pensamento humano, as armadilhas da escrita e da crítica, continuam válidos – hoje mais do que nunca. E, marca personalíssima do autor, são modernos, pulsantes de vida, de inteligência e humor.

Para comprar o livro A Arte de Escrever, é só clicar no link abaixo:

5 – Confissões de um Jovem Romancista – Umberto Eco

O grande Umberto Eco mostrou que não existe hora para começar a escrever: quando resolveu mostrar seu talento na ficção, já tinha quase 50 anos. Depois de livros incríveis como O Nome da Rosa e O Pêndulo de Foucault, ele mostra sua experiência na área e ainda discute questões filosóficas sobre a arte da escrita.

Sinopse:  Quando o grande teórico Umberto Eco resolveu se aventurar na ficção, era um jovem romancista de quase cinquenta anos. Agora, com mais de setenta, ele volta seu experiente olhar de linguista, filósofo e estudioso da Idade Média para seus próprios romances. Sem deixar nenhum detalhe de fora e com estilo claro e acessível, Eco revela todos os segredos envolvendo a construção de livros como O nome da Rosa e O Pêndulo de Foucault, ao mesmo tempo em que discute questões universais relacionadas à criação da trama e dos personagens e especialmente ao híbrido de ficção e ensaio, com o qual se notabilizou, em que figuras históricas convivem com seres nascidos da imaginação.

Para comprar o livro, é só clicar no link abaixo:

6 – Escrever ficção: Um manual de criação literária – Luiz Antonio de Assis Brasil

Foto: Reprodução/Instagram @companhiadasletras

Mais um livro para incluir na lista: essa obra pode ser de grande ajuda para escritores iniciantes. Veja a sinopse:

“O criador da mais célebre oficina de escrita literária no Brasil transformou em livro o curso que formou muitos dos grandes escritores brasileiros contemporâneos. O escritor e professor Luiz Antonio de Assis Brasil registrou aqui sua experiência ao longo de 34 anos ininterruptos de trabalho com a Oficina de Criação Literária da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, e também no programa de pós-graduação em escrita criativa na mesma universidade. Com a perspectiva de um ficcionista dialogando com outros ficcionistas, ele apresenta ferramentas indispensáveis para a formação de um escritor. Avesso a fórmulas, Assis ressalta o papel da leitura constante de obras literárias para quem ser se tornar autor de ficção ― e são essas obras as grandes referências de seus cursos e deste manual indispensável, que contou com a colaboração do escritor e ex-aluno Luís Roberto Amabile.”

Para comprar o livro, é só clicar no link abaixo:

7 – A Jornada do Escritor: Estrutura Mítica para Escritores – Christopher Vogler

Foto: Reprodução/Instagram @barbaramachad0

Outra obra clássica para ajudar quem sonha em escrever! Ele ensina não somente na escrita, mas também revela detalhes sobre estrutura e mitologia.

Sinopse: Em 1949, no clássico O herói de mil faces, o estudioso Joseph Campbell conceituou a chamada Jornada do Herói: uma estrutura presente nos mitos e replicada em todas as boas histórias já contadas e recontadas pela humanidade. Em A Jornada do Escritor, Christopher Vogler faz uma detalhada e esclarecedora análise desse conceito, tomando como base diversos filmes importantes. Resultado de anos de estudo sobre mitos e arquétipos, somados à experiência de Vogler na indústria cinematográfica norte-americana, esta edição, revisada pelo autor, é uma obra de referência fundamental não apenas para quem deseja escrever boas histórias – bebendo da fonte dos mais belos e fascinantes mitos já criados pela mente humana –, como para quem quer entendê-las melhor, relacionando-as à própria vida.

8 – Story – Robert McKee

Esse livro é praticamente a Bíblia dos escritores! Apesar de ser bastante focado em roteiros, não tanto em literatura, ele é perfeito para ensinar estrutura e relembra várias cenas clássicas do cinema com grandes textos. Você pode se inspirar e ganhar referências incríveis para suas histórias.

8 livros para escritores iniciantes
Foto: Reprodução/Instagram @juna.schwartz

Sinopse: Diferente de outros livros, Story é sobre forma, não fórmula. Empregando exemplos de mais de cem filmes, McKee usa uma filosofia que vai além das regras rígidas para identificar os elementos mais elucidativos que distinguem estórias de qualidade das outras. Começando com definições básicas – o que é um beat? Uma cena? Uma sequência? O clímax de ato? O clímax do filme? McKee não apenas desvenda os mistérios da estrutura padrão de três atos, mas desmistifica estruturas incomuns como as de dois, sete e oito atos. Expõe as limitações de cada gênero, ressaltando a importância do tema, ambiente e atmosfera, e enfatiza a diferença de personagem versus caracterização. Recheado com exemplos de filmes como ”Casablanca” e ”Chinatown”, Story disseca cenas clássicas, guiando-nos passo a passo para revelar não somente como uma cena funciona, mas por que ela funciona. Indo além dos fundamentos da composição para os valores duradouros e conflitos que separam os clássicos do clichê.

Para comprar, é só clicar no link abaixo:

É claro que existem muuuitos livros sobre teoria literária, romances e etc, mas selecionei apenas oito! E você, qual indica? Conta pra gente nos comentários!

LEIA TAMBÉM

Comentários via Facebook

Publicado por Isabela Zamboni

Isabela Zamboni Moschin é jornalista, especialista em Língua Portuguesa e Literatura e mestre em Mídia e Tecnologia. Adora café, livros, séries e filmes.

8 comentários sobre “8 livros para escritores iniciantes”

  1. Euclides MeleRz disse:

    Que bom, gostei das dicas foram tão cordiais.

    1. Isabela Zamboni disse:

      Fico feliz que gostou! 🙂

    1. Isabela Zamboni disse:

      Que bom que gostou Kimi! Que legal sua iniciativa 🙂 Beijos

  2. Euclides MeleRz disse:

    Que bom, gostei das dicas foram tão cordiais.

    1. Isabela Zamboni disse:

      Fico feliz que gostou! 🙂

    1. Isabela Zamboni disse:

      Que bom que gostou Kimi! Que legal sua iniciativa 🙂 Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *