Resenhas  |  01.09.2015

Resenha: Sobre a Escrita – A Arte em Memórias – Stephen King

Sobre a Escrita é um daqueles livros que eu não queria que acabasse! Fazia tanto tempo que eu não lia um livro assim, num estouro, morrendo de vontade de chegar em casa e continuar. E o mais engraçado é que não é um livro de ficção (meu gênero favorito), mas uma minibiografia do autor Stephen King, que deu dicas valiosas para quem quer ser escritor.

Resenha: Sobre a Escrita - A Arte em Memórias - Stephen King

FOTO: Isabela Zamboni | Resenhas à la Carte

Eu sempre sonhei em ser escritora (quem sabe um dia), mas nunca tive o ímpeto de colocar as personagens no papel. Esse livro me fez ter vontade de começar: ele fornece dicas preciosas para quem sonha em escrever melhor e criar histórias consistentes.

O livro é dividido em partes: na primeira, conhecemos um pouco da vida do Stephen King e tudo o que ele passou até conseguir se tornar um autor famoso. Conhecemos a infância, a adolescência, os problemas financeiros, as amizades, os estudos, amores, enfim, um resumão da vida do autor. Eu achei bom porque ele conta até as partes difíceis de sua vida: a luta contra o alcoolismo e a cocaína, os problemas que teve a partir disso e as dificuldades de conseguir sobreviver trabalhando em uma lavanderia com uma família para sustentar.

“A boa escrita costuma vir ao deixarmos o medo e a afetação de lado. A própria afetação, que começa com a necessidade de definir certos tipos de escrita como “bons” e outros como “ruins”, é um reflexo do medo.”

Depois de conhecer a vida de Stephen, chega a segunda parte do livro: as dicas para escritores iniciantes. O que eu mais gostei é que ele separa por temas: fala sobre gramática, explica sobre construção de frases, cita autores famosos (bons e ruins) para exemplificar suas ideias. Depois fala sobre temática, gênero, ritmo, substância, o mercado editorial, o reconhecimento, como colocar suas ideias no papel, entre tantas outras informações. Eu fiquei encantada com o livro, nunca tinha lido algo parecido: um autor tão honesto e tão sincero com seus leitores.

Para comprar Sobre a Escrita, é só clicar no link abaixo:

Stephen King deixa claro que ele não é um escritor clássico e nem se preocupa em ser um Dickens ou Poe. O que ele realmente gosta é de contar histórias e isso, não há como negar, ele sabe fazer muito bem. King rebate as críticas dos cult chatos que dizem que o que ele escreve não é bom. Porém, ele consegue mostrar que realmente sabe do assunto e nada mais gostoso do que ler alguém que está se abrindo com a maior honestidade possível.

Resenha: Sobre a Escrita - A Arte em Memórias - Stephen King

FOTO: Isabela Zamboni | Resenhas à la Carte

O ritmo da leitura flui muito rápido e em poucas páginas conseguimos absorver bastante informação. É claro que algumas coisas não fazem parte da realidade brasileira: ele dá dicas gramaticais da língua inglesa, comenta o mercado editorial nos Estados Unidos da década de 90, entre outras coisas que não se encaixam no contexto atual. Mas ainda assim, é uma lição pra vida: e se você tem vontade de escrever um livro, esse é um ótimo começo.

“Escreva com a porta fechada, reescreva com a porta aberta. Em outras palavras, você começa escrevendo algo só seu, mas depois o texto precisa ir para a rua. Assim que você descobre qual é a história e consegue contá-la direito – tanto quanto você for capaz -, ela passa a pertencer a quem quiser ler.”

Gostei tanto da leitura que acabei comprando outros livros sobre a escrita! Para quem sonha em ser escritor, ou até mesmo deseja escrever uma história sólida, é uma obra imprescindível.

LEIA TAMBÉM

Ajude o Resenhas! Clicando na imagem abaixo você contribui para o crescimento do blog! 🙂

Ajude o resenhas a crescer

Anterior
Próximo
Compartilhe
Comente Aqui

0 Comentários “Resenha: Sobre a Escrita – A Arte em Memórias – Stephen King”
[fbcomments]