Resenha: Comida – Afinal de Contas, o Que Devemos Comer? – Mark Hyman

Sempre fui interessada em livros que envolvem alimentação saudável e dicas práticas para o dia a dia. E o livro Comida – Afinal de Contas, o Que Devemos Comer?, de Mark Hyman, é uma ótima alternativa para quem busca entender mais sobre comida de verdade.

Algumas afirmações de Hyman me deixaram bastante intrigada. Você sabia que comer aveia ou granola não é a melhor forma de começar o dia? Que leite não torna os ossos mais fortes? Que comer sardinha enlatada com óleo faz bem? E que ovos não estão relacionados com o colesterol e são nocivos à saúde?

Achei interessante que o livro quebra mitos e paradigmas, além de trazer dicas preciosas para quem deseja mudar os hábitos e não imagina por onde começar. De forma simples, direta e bem didática, o médico descreve minuciosamente todos os grupos de alimentos e explica como costumamos errar, revelando os nutrientes que ajudam a melhorar nossa saúde e quais são uma ameaça para uma vida plena e energizada.

Comida é remédio. É informação. Ela, literalmente, controla quase todas as funções do nosso corpo. É capaz de revigorar nossa saúde, unir famílias, restaurar comunidades, melhorar a economia e o ambiente, reduzir poluição e até ajudar crianças a tirarem melhores notas e evitar distúrbios alimentares, obesidade e abuso de drogas. E também é capaz de reduzir a pobreza, a violência, homicídios e suicídios. (p.9)

Gostei do fato de que ele leva em consideração os ingredientes socialmente sustentáveis, explica quais são os diferentes tipos de dietas e por que ainda existem tantas dúvidas no campo da nutrição. Ele inicia a obra contando sobre a vida de uma família norte-americana que estava com obesidade mórbida e nem imaginava o que era comer algo que não estivesse embalado.

A partir disso, traz várias informações sobre a indústria alimentícia norte-americana e dicas de como podemos nos alimentar sem comer fast-foods. O ideal é sempre buscar comida de verdade, de alta qualidade (de preferência orgânica).

Para comprar o livro, é só clicar no link abaixo:

É muito estranho pensar que gordura faz bem e carboidrato faz mal. Claro que o açúcar sempre foi considerado um vilão, mas consumir carnes gordurosas, óleos como azeite ou óleo de coco e comer abacate à vontade me parecem coisas insanas. E o bom do livro Comida é que ele ensina de uma maneira bem didática os avanços da medicina e da nutrição.

Os alimentos são os remédios mais poderosos do planeta. A cada mordida, eles podem melhorar a expressão de milhares de genes, equilibrar hormônios, otimizar dezena de milhares de redes proteicas, reduzir inflamações e aperfeiçoar nossa microbiota (flora intestinal). Podem curar a maioria das doenças crônicas. São mais rápidos, mais eficientes e mais baratos do que qualquer droga desenvolvida, e seus únicos efeitos colaterais são positivos – prevenção, reversão e até o tratamento de doenças, além de uma saúde ótima e vigorosa. (p.17)

A única ressalva que eu tenho é que, por tratar-se de um autor norte-americano, o tema ainda foge um pouco da realidade do Brasil. Ele nem considera alimentos que fazem parte da nossa alimentação e é um pouco apocalíptico em relação a grãos como o arroz (quer coisa mais brasileira?), portanto é bom prestar atenção. Lembrando que para começar uma dieta saudável, a consulta ao nutricionista é essencial!

Se você quer aprender a se alimentar corretamente, entender como funcionam as indústrias alimentícias, saber quais são os alimentos mais saudáveis para o organismo, entre outras dicas sobre comida, esse é o livro ideal pra você!  🙂

* Esse produto foi um brinde, porém, as informações contidas nesse post expressam as ideias da autora.

LEIA TAMBÉM

Comida: Afinal de Contas, o Que Devemos Comer? - Mark HymanTítulo original: Food: What the Heck Should I Eat?
Autor: Mark Hyman
Editora: BestSeller
Número de páginas: 434
Ano: 2018
Gênero: Não-Ficção
Nota:

Comentários via Facebook

Comentar