Resenha: Primeiro Amor – Ivan Turguêniev

Você se lembra do seu primeiro amor? Tem recordações de como foi se apaixonar pela primeira vez? Pois essa é a narrativa de Primeiro Amor, obra do autor russo Ivan Turguêniev. O livro, com apenas 112 páginas, é uma novela que conta a história do jovem Vladímir Petróvitch, filho único de uma família tradicional, que se encanta pela princesinha Zinaida, filha de sua vizinha, por quem se apaixonará de forma avassaladora.

Admirado por Henry James e Gustave Flaubert, Ivan Turguêniev foi o primeiro autor russo a ser traduzido na Europa, reconhecido, ainda em vida, como um dos grandes escritores de sua época. E não é para menos: a narrativa de Primeiro Amor encanta e seduz o leitor, com uma história recheada de melancolia, paixão intensa e recordações de uma infância ingênua e atribulada.

Vladímir é um garoto de 16 anos que se apaixona por Zinaida, de 21. O pai do garoto era um homem educado, frio e imponente; sua mãe, uma mulher frustrada que vivia nervosa e descontando suas raivas em Vladímir. Ao se mudarem para uma casa de veraneio nos arredores de Moscou, o adolescente conhece então a belíssima Zinaida, uma moça encantadora, porém impetuosa e cheia de ambição.

Aproveite para comprar o livro Primeiro Amor:

Zinaida mora com a sua mãe, uma princesa falida, em uma casa suja, bagunçada e desprezível aos olhos da mãe de Vladímir. No entanto, o garoto aproxima-se cada vez mais dessa família misteriosa, cujos modos e estilo de vida são bem diferentes do lar aristocrático do protagonista.

A garota é descrita com perfeição, aos olhos de um jovem apaixonado e desconsolado por ela considerá-lo apenas um garoto. A descrição da jovem princesa serviu de modelo para muitas personagens semelhantes que viriam depois: Zinaida é a bela e irresistível mulher, com praticamente uma multidão de homens servis que fariam de tudo para agradá-la, assim como alguns adolescentes que não conhecem o significado da palavra inatingível.

Resenha: Primeiro Amor - Ivan Turguêniev
FOTO: Isabela Zamboni | Resenhas à la Carte

Na casa da jovem, aglomeram-se vários homens, com os quais ela adora brincar. Ela sente-se uma princesa superior, juntando vários homens a seus pés. O ingênuo Vladímir é um deles, que perde o sono, confronta a mãe e faz de tudo para agradar o seu primeiro amor, sua grande paixão.

A novela é uma obra-prima psicológica e sua autodescrição é uma das melhores características da narrativa de Turguêniev. Mas o mais interessante é a construção lenta e alegre de uma trama que despenca sobre nossa cabeça: o final não é nada feliz. Quase no fim do livro, já é possível saber qual será a escolha de Zinaida e quem ganhará seu coração. No entanto, é uma tragédia melancólica, principalmente nas últimas páginas, quando conhecemos também o Vladímir e a Zinaida de muitos anos depois.

O primeiro amor nem sempre guarda uma bela história, pode ser também recheada de drama e tristeza. E, como ninguém, o autor soube traduzir sentimentos e descrições psicológicas que tocam lá no fundo da alma. Se você gosta de pequenas histórias com descrições notáveis, Primeiro Amor é o livro ideal!

LEIA TAMBÉM

Resenha: Primeiro Amor - Ivan TurguênievTítulo original: Pervaia Liubov
Autor:  Ivan Turguêniev
Editora: Penguin Companhia
Número de páginas: 112
Ano: 2015
Gênero: Literatura estrangeira
Nota: 

Comentários via Facebook

Comentar