Resenha: A Bela e A Adormecida – Neil Gaiman e Chris Riddell

Resenha: A Bela e A Adormecida - Neil Gaiman e Chris Riddell

FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

A história de A Bela e A Adormecida mescla dois grandes clássicos: Branca de Neve (A Bela) e Bela Adormecida (A Adormecida). No começo pode ser um pouco confuso, mas no decorrer da história você consegue “pegar” umas dicas do autor – e claro: as ilustrações ajudam muito nessa hora!

Inclusive, essa não é a primeira vez que o autor “revisita” um clássico: ele também já foi responsável por reescrever a história de João e Maria. Sobre essa experiência, Neil Gaiman comenta: “Eu me sinto como uma espécie de alquimista“. E como ele sabe fazer essas “misturas” de forma única!

SINOPSE

Era o reino mais próximo ao da rainha, em linha reta, como voa o corvo, mas nem os corvos voavam até lá.

Você pode achar que conhece esta história. Uma jovem rainha está prestes a se casar. Há anões bons, corajosos e valentes; um castelo envolto em espinhos; e uma princesa enfeitiçada por uma bruxa, segundo dizem os boatos, em um sono eterno. Mas aqui não há ninguém esperando que apareça um nobre príncipe em seu fiel cavalo. Este conto de fadas é tecido com um fio de magia negra, que vira e revira, brilha e reflete. Uma rainha pode acabar se revelando uma heroína, se uma princesa precisar ser salva…

Um ponto interessante é que as personagens não têm nome: a bela, a bruxa, a madrasta, os anões… Todos os seres são adjetivados. Até porque o nome de cada um é irrelevante para a história.

“Nomes. Nomes. A velha semicerrou os olhos e balançou a cabeça negativamente. Ela era quem era, e o nome com o qual fora batizada havia sido comido pelo tempo e pela falta de uso.” p. 49

O BEIJO

Resenha: A Bela e A Adormecida - Neil Gaiman e Chris Riddell

FOTO: Divulgação / Editora ROCCO

Um dos pontos altos da trama é, sem dúvidas, o beijo homossexual. Porém, você irá se surpreender com a conotação dada à cena quando terminar de ler o livro. Em resumo, o beijo faz todo o sentido de existir e estar naquele momento. (Além de ser uma ilustração MARAVILHOSA!).

Grande destaque para a protagonista (A Bela): uma rainha forte, decidida, que “abandona” o noivo e seu “felizes para sempre” em busca de respostas. Fico feliz por ver uma personagem tão empoderada e dona de si! Em entrevista ao The Telegraph, o escritor comentou: “Não tenho paciência com histórias em que mulheres são resgatadas por homens. Você não precisa ser salvo por um príncipe“.

“[…] Ela mandou buscar a espada.

Ela mandou buscar mantimentos e o cavalo, e em seguida cavalgou palácio afora, em direção ao leste”. p. 21

A história conta ainda com um plot twist (reviravolta na trama) que eu não me lembro de ter visto igual há muito tempo! Sem dúvidas, é uma obra muito bem escrita.

Resenha: A Bela e A Adormecida - Neil Gaiman e Chris Riddell

FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

O clima sombrio e a atmosfera mágica, marcas registradas de Neil Gaiman, estão fortemente presentes na trama. As ilustrações superdetalhadas de Chris Riddell dão o toque final que o livro precisava para se tornar inesquecível! Os destaques das ilustrações – feitos em dourado – serviram para marcar certos acontecimentos ou detalhes de forma luxuosa.

Resenha: A Bela e A Adormecida - Neil Gaiman e Chris Riddell

Detalhes em dourado. FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

O cuidado que a ROCCO teve com a obra foi primoroso! Sem dúvidas, um livro para enfeitar a estante e ser lido e relido constantemente. (E como o próprio release da obra declara: ideal dos sete aos setenta anos!).

A edição conta com ilustrações na capa e no verso. O livro, de capa dura, ainda tem uma jacket, isto é, uma capa de papel (no caso, folha vegetal) que pode ser removida e que contém informações adicionais como nome da obra, dos autores e outros detalhes. Veja abaixo:

Resenha: A Bela e A Adormecida - Neil Gaiman e Chris Riddell

FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

Detalhes da capa dura (hardcover) com as ilustrações:

CAPA

Resenha: A Bela e A Adormecida - Neil Gaiman e Chris Riddell

FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

VERSO

Resenha: A Bela e A Adormecida - Neil Gaiman e Chris Riddell

FOTO: Melissa Marques / Resenhas à la Carte

Mágico e provocativo, Neil acertou novamente em sua fórmula para criar histórias incríveis e, sem dúvidas, inesquecíveis! Mais uma viagem pelo mundo onírico do consagrado autor!

* Esse produto foi um brinde, porém, as informações contidas nesse post expressam as ideias da autora

Capa A Bela e A AdormecidaTítulo original: The Sleeper and the Spindle
Autor: Neil Gaiman e Chris Riddell
Editora: ROCCO Jovens Leitores
Número de páginas: 72
Ano: 2015
Gênero: Infantil
Nota: EstrelaEstrelaEstrelaEstrelaEstrela


Escrito por:

Melissa Marques



Comentários via Facebook

1 Comentário


Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *