152 anos de H.G. Wells – Um dos pioneiros da ficção científica

152 anos de H.G. Wells! No dia 21 de setembro de 1866, há 152 anos, nascia na cidade de Bromley, na Inglaterra, o escritor Herbert George Wells – considerado um dos mais influentes de seu tempo. Seu legado é fonte de inspiração até hoje. Ao lado de Julio Verne e Mary Shelley, Wells é posto com um dos membros da Santíssima Trindade da Ficção Científica.

E nesse mês tão importante para a literatura ficcional, o selo ViaLeitura, da nossa parceira Edipro, especializado em clássicos literários, apresenta para os leitores uma nova edição de A Ilha do Dr. Moreau, que junto com A Máquina do Tempo e O Homem Invisível, expandem o catálogo da editora com as obras desse autor incrível!

152 anos de H.G. Wells

Seus livros tratam de temas a frente de seu tempo e permeiam diversas discussões importantes até hoje. É o que podemos observar em seu primeiro sucesso A Máquina do Tempo, de 1895. Na história, um cientista cria uma máquina capaz de viajar pela Quarta Dimensão (o tempo) e, ao testá-la, acaba transportado para o ano de 802.701. Neste período, a humanidade é dividida entre os pacíficos Elóis e o Morlocks, habitantes do subterrâneo. Acredita-se que o britânico tenha sido a primeira pessoa no mundo a falar em viagem no tempo e o próprio termo “máquina do tempo” foi cunhado por ele.

No ano seguinte, em 1896, mais uma história intrigante e polêmica. A Ilha do Dr. Moreau volta a ressaltar o pioneirismo de Wells, dessa vez na discussão compreendida atualmente como manipulação genética. Na narrativa, o naufrago Charles Prendick é levado a uma pequena ilha do Pacífico e lá conhece o Dr. Moreau que fora expulso da Inglaterra por suas polêmicas experimentações de humanos com animais. O escritor traz à tona também importantes discussões sobre religião, a Teoria da Evolução e a ética na ciência.

152 anos de H.G Wells - Um dos pioneiros da ficção científica
Alguns livros de H. G. Wells lançados pela ViaLeitura | FOTO: Divulgação

Um ano depois, em 1897, o excêntrico O Homem Invisível e a crítica à ciência sem moralidade. A história se passa na pacata Iping (Inglaterra), com a chegada do cientista Griffin, que descobre por meio de seus experimentos, que alguns elementos químicos produzem refração da luz – o que consequentemente causa a invisibilidade. Aproveitando sua experiência, o cientista aplica a fórmula em si mesmo e tenta tirar proveito da situação, inclusive com atitudes criminosas.

Clique para comprar:

Além da literatura, as obras de Wells servem de inspiração para o cinema, referências em séries, e até adaptações para radionovela. O legado de H.G. Wells já está imortalizado e suas narrativas permanecem como fonte de inspiração para as mais diferentes gerações. O autor foi nomeado para o Prêmio Nobel da Literatura em quatro oportunidades: 1921, 1932, 1935 e 1946.

Quer conhecer todas as obras do autor? Clique e confira: Livros H. G. Wells.

LEIA TAMBÉM

Comentários via Facebook

Comentar