Vantagens e desvantagens do Kindle

Já vi muita gente perguntando se vale a pena comprar um e-reader e qual marca é a melhor. A cada dia surge um aparelho diferente e fica difícil saber qual é o melhor custo benefício, qual funciona melhor para o que cada pessoa precisa… por isso vim contar um pouco sobre minha experiência com o Kindle.

kindle aberto
Foto: Isabela Zamboni/Resenhas à La Carte

O Kindle é o precursor dos e-readers, criado pela Amazon, cujo catálogo de e-books é imenso. Infelizmente 80% desse catálogo é em inglês, mas caso você não tenha problemas com isso, é uma boa opção. O e-book geralmente é mais barato do que um livro físico, mas, mesmo assim, ainda considero os preços salgados por ser uma mídia digital.

Enfim, vamos ao que interessa: vale a pena investir em um Kindle? Tirei algumas fotos para mostrar as principais funções do e-reader e quais as vantagens e desvantagens desse aparelho.

VANTAGENS DO KINDLE

1 – Manuseio do kindle

O kindle é bem tranquilo de manusear: ele é levinho, macio e o tamanho é bom. Os cantos são arredondados e a tela tem um tamanho bacana para leitura. Cabe na bolsa, na mochila, dá para levar para qualquer lugar sem problemas. Se você passar um bom tempo lendo, mesmo assim não cansa os braços e as mãos. Livro físico cansa bem mais.

kindle leveza
Foto: Isabela Zamboni/Resenhas à La Carte

2 – Tela

A maior dúvida de quem está querendo comprar o kindle geralmente é em relação à tela. É muito brilhante? Não dói o olho? Dá pra ler em qualquer luz ambiente? Na versão que eu tenho, a paperwhite, é possível ajustar a luminosidade da tela. Então você escolhe se prefere deixá-la mais clara, mais escura… dá para ler deitado num quarto escuro com a luz brilhando no rosto (sem doer os olhos) e também ler sob a luz do sol e enxergar tudo direitinho. A tela é perfeita para leitura, beeem diferente de computadores, tablets e celulares. Ela foi feita para não cansar a vista.

kindle controle de luz
Foto: Isabela Zamboni/Resenhas à La Carte
kindle controle de luz
Foto: Isabela Zamboni/Resenhas à La Carte

O touch também é bom. Não é parecido com tablet, é um pouco mais “duro” ao toque, mas é justamente para você não trocar de página sem querer. É preciso arrastar mais os dedos para clicar ou avançar na leitura. O toque também é bem macio, parece que você está encostando em papel mesmo.

3 – Principais funções

A maior vantagem do kindle, pra mim, é que ele tem muuuitas opções diferentes que ajudam na hora da leitura. E algumas bem interessantes, que mudam o jeito de interagir com os livros. Apesar de não conseguir “pegar” o livro, colocá-lo na estante ou manuseá-lo, admirar uma capa, sentir o cheiro, toda aquela belezinha de um livro físico, o e-book tem muitas vantagens sim.

  • Dicionário

Não entendeu uma palavra? É só selecioná-la que o dicionário abre automaticamente. E pode ser inglês, português, o dicionário que você escolher. Tem a opção de procurar na wikipédia também, caso o dicionário não identifique alguma expressão ou palavra pouco usual. Claro que é preciso estar conectado ao Wi-Fi para isso, mas não torra a bateria. Pelo contrário. Mesmo se você usar todos os dias, a bateria dura no mínimo uns 15 dias sem precisar carregar. Uma beleza. Alguns modelos do Kindle também têm 3G, mas é mais caro, então achei bobeira e comprei só com Wi-Fi mesmo.

kindle dicionário
Foto: Isabela Zamboni/Resenhas à La Carte
  • Marcar páginas/citações

No kindle, também é possível selecionar frases que você quer salvar (como se fosse grifar mesmo) e adicionar notas, escrever observações suas. Também dá para marcar páginas específicas, caso você queira lembrar da página inteira, não apenas de um trecho. Outra função disponível é compartilhar nas redes sociais.

kindle função selecionar texto
Foto: Isabela Zamboni/Resenhas à La Carte
  • Fonte e tamanho

Outra coisa linda do kindle: você consegue aumentar a fonte, alterar o estilo dela e ainda mudar o espaçamento. Ou seja: escolher aquela que mais te agrada. Não é uma diagramação fixa, ela é maleável e superfácil de mexer. Minha irmã, por exemplo, adorou o fato de poder ler com letras gigantescas. Eu prefiro letras medianas, mas enfim, ele possibilita essa customização bacana.

kindle tamanho da fonte
Foto: Isabela Zamboni/Resenhas à La Carte
  • Loja virtual

Ficou com vontade de comprar um livro novo? É só acessar a loja da Amazon e comprar. Você coloca suas informações de cartão de crédito, tipo Google Play ou App Store e, assim que clicar em “comprar”, o livro já é transferido para o kindle em segundos. Perfeito para quando você está louco para ler um livro e não tem paciência de procurar em alguma loja ou esperar ele chegar pelo correio.

kindle loja virtual amazon
Foto: Isabela Zamboni/Resenhas à La Carte

A loja virtual é separada por gênero, o que facilita bastante. Ela oferece uma quantidade considerável de livros gratuitos também, principalmente clássicos da literatura. O único problema que encontrei é a falta de livros em português. Uma vez fui baixar um livro e era português de Portugal… um belo erro da loja, que não avisa qual português que é. Mas no site da Amazon dá pra comprar também, da mesma forma. Acho que é melhor para visualizar exatamente o que você quer.

kindle loja virtual amazon
Foto: Isabela Zamboni/Resenhas à La Carte
  • Dicionário próprio e livro de recortes

O kindle cria um documento com todas as suas marcações, de diferentes livros. Então caso você queira rever ou dar uma olhadinha, estão todos salvos, inclusive com o número da página. Outra função legal é que ele armazena todas as palavras que você já buscou no dicionário e faz uma espécie de lista para você incrementar seu vocabulário. Ou seja: marcou uma palavra estranha e esqueceu o significado de novo? Ele salvou para você.

kindle meus recortes
Foto: Isabela Zamboni/Resenhas à La Carte
kindle meus recortes
Foto: Isabela Zamboni/Resenhas à La Carte
  • Tempo de leitura e progresso

Se você quer dormir logo mas não sabe se o capítulo vai demorar para acabar, o kindle calcula, pelo seu toque, quanto tempo você demora para ler cada página. Ou seja: depois de tirar uma média, ele te mostra quando tempo falta para terminar o livro ou o capítulo. Ele também mostra o progresso da leitura. Na foto abaixo, por exemplo, eu já tinha lido 40% do livro. É legal para você saber mais ou menos quanto tempo vai se dedicar àquela leitura.

kindle função tempo de capítulo
Foto: Isabela Zamboni/Resenhas à La Carte

Ele também sincroniza automaticamente, isto é, se você parar a leitura no meio e desligar, ele volta de onde você parou.

  • Outras funções

Se você cansar de segurar o kindle na vertical, ele também tem o “modo retrato”, ou seja, você consegue ler com ele na horizontal. Eu uso bastante dessa forma, porque relaxa mais o braço e consigo segurar o aparelho com as duas mãos. Como leio bastante deitada, acho bem mais confortável. Aliás, o kindle é sinônimo de conforto. Sabe quando você está com aquele livro mega pesado, de noite e a luz não ajuda nem um pouco? Dói a vista, o braço cansa, a página fica na sombra, qualquer posição parece desconfortável…o kindle matou tudo isso. Dá para ter a luz ideal, o peso ideal, tudo na medida certa. É maravilhoso, gente, sério.

kindle modo retrato
Foto: Isabela Zamboni/Resenhas à La Carte

Do jeito que eu descrevi o e-reader, parece um publieditorial, né? Hahaha, mas não. O kindle também tem suas limitações.

DESVANTAGENS DO KINDLE

O PDF nele é ruim. Não dá pra interagir com a página, fica um documento estático e, se a letra for pequena, esquece.

Ler quadrinhos também é uma opção pouco viável. O kindle paperwhite é branco e preto, então se quiser cores, imagens, é bem ruim de visualizar. Não compensa.

O kindle só aceita o formato mobi, o que é bem restrito. Não dá para ler epub ou outros formatos. Claro que existem programas que convertem, mas geralmente muda toda a formatação e fica bem esquisito na hora de ler, com espaçamentos deslocados, etc. Então se você quiser acesso a e-books, tem que ser da Amazon. Mas como o catálogo deles é imenso, como já citei, menos mal.

kindle aberto
Foto: Isabela Zamboni/Resenhas à La Carte

Há quem reclame do preço elevado do aparelho. Atualmente, ele custa em torno de R$400, sem 3G. Mas eu não acho ruim não, se você for levar em conta a quantidade de livros gratuitos que dá para carregar nele… a biblioteca é tão extensa que cabem mais de 1000 livros. Então, não vejo problema. Só parcelar em 10x. Hahaha

Em suma, recomendo fortemente o kindle, principalmente para os amantes da leitura. Ele é bom para viajar, para ler em casa, no ônibus, qualquer lugar. E você ainda leva sua biblioteca junto com você!

Preconceito com e-reader nunca mais!

Ficou com vontade de comprar um Kindle? É só clicar no link abaixo:

 

Obs: a capinha eu comprei separado no ebay, mas vende em vários sites brasileiros também 🙂

LEIA TAMBÉM

Comentários via Facebook

14 Comments

  1. Fabio Brust

    20 de julho de 2015 at 16:49

    Eu comprei um Kindle há pouco tempo e estou bastante satisfeito. A minha versão é a mais básica, e eu paguei R$ 219,00 em uma promoção. Quando comprei, considerei um chute, sem saber se ia gostar, mas depois descobri que foi um chute na direção certa. É realmente tudo o que dizem! Continuo gostando muito de livros impressos, e não vou deixar de comprá-los… mas acho que sinto cada vez mais forte aquela tendência que se comenta muito: livros impressos serão aqueles que vale a pena comprar, com capa dura, lindos de morrer; os livros mais “normalzinhos” a gente coloca no e-reader, porque o que interessa é a história. Só vejo vantagens, para os dois lados! Nunca gostei de comprar livros impressos com acabamento desleixado, de qualquer maneira. 😛

    1. Isabela Zamboni

      20 de julho de 2015 at 16:57

      É verdade Fabio! Melhor e-book do que livro físico desleixado! 😀 e ultimamente também só compro livro quando ele é capa dura e de edições especiais hahah 😛

  2. Richelmy Monteiro

    5 de maio de 2016 at 17:47

    Adorei o review, esperei o kindle básico entrar em promoção pois perdi a do mês passado, entrou agora por causa do dia das mães! Mas apenas ele, o paperwhite continua mesmo preço.
    Pra mim tem melhor custo benefício o básico, preço do paperwhite é o dobro por poucas funções que o diferencia.
    Pena que um dos meus autores favoritos, Isaac Asimov, tem poucos livros reeditados, “Nós, os Marcianos” não chega em livraria a décadas, o jeito vai ser usar o livro baixado de c e r t o s sites no kindle mesmo.
    Já usava o celular pra ler, com apps característicos, mas a distração é forte, e a sensibilidade da tela de smartphone incomoda mesmo, apesar de eu nunca ter pensado sobre isso hahahaha

    1. Isabela Zamboni

      5 de maio de 2016 at 18:35

      Que bom que gostou, Richelmy! E sim, infelizmente é difícil abaixar o preço do paperwhite, mas aconselho muito, porque ter luz própria compensa bem mais! Sei que parece que o básico é melhor, mas poder controlar luminosidade (pelo menos pra mim) é essencial. Asimov é sensacional, mas às vezes precisamos recorrer à pirataria hahaha! A distração em celular é complicada, porque as notificações não param nunca! Isso é o bom do kindle, é como se fosse um livro físico mesmo, só que bem mais prático =)

      Beijos!

  3. Gabriela Kubagawa

    21 de julho de 2016 at 14:03

    Ótimo review Isabela! Estou quase batendo o martelo, mas surgiu uma dúvida: posso baixar livros de graça direto para o Kindle? Tenho como salvar outros livros que não sejam comprados na Amazon? Não entendi bem essa parte. Leiga total. T.T

    Obrigada! Beijos

    1. Isabela Zamboni

      21 de julho de 2016 at 18:54

      Oi Gabriela! Que bom que gostou do review 🙂
      Então, a própria Amazon disponibiliza alguns ebooks gratuitos, mas a maioria são livros clássicos. Se vc quiser ebooks grátis, alguns sites como o lelivros.club oferecem vários títulos para download. O Kindle funciona como um pen drive, vc pode colocar e remover arquivos das pastas a qualquer hora. Só que esses arquivos precisam estar no formato mobi. Até funciona PDF, mas a leitura é ruim.

      Espero ter ajudado!
      Beijos

  4. Mariane B.

    24 de abril de 2017 at 12:11

    Sobre os ebooks pagos, quanto geralmente eles custam em média?

    1. Isabela Zamboni

      28 de abril de 2017 at 18:29

      Oi Mariane! Essa é uma pergunta difícil, porque varia muuuito! De livros gratuitos até 70 reais! Dá uma olhadinha no catálogo da Amazon pra vc ter uma ideia! 🙂 Beijos

  5. Geovana

    20 de julho de 2017 at 11:52

    Bom dia,
    Estava lendo as desvantagens de ter um Kindle e vi você falando sobre PDF’s que ficam como uma imagem, não sei se hoje você já sabe disso, mas basta você enviar o PDF via e-mail para o Kindle com o título do e-mail escrito CONVERT, ele converte o PDF para Ebook e você consegue aumentar e diminuir a letra, interagir normalmente com o arquivo.

    1. Isabela Zamboni

      20 de julho de 2017 at 15:49

      Obrigada pela dica Geovana!

  6. Rosi

    25 de julho de 2017 at 12:28

    Boa tarde!
    Livros que já foram baixados/comprados eu consigo ler normalmente sem o wifi, correto? Fica salvo no aparelho para leitura, quando eu não estiver c acesso a inetrnet?

    1. Isabela Zamboni

      26 de julho de 2017 at 11:24

      Consegue sim! A internet é mais como um apoio, caso vc queira baixar livros ou acessar alguma info na Wikipedia, mas da pra usar normal sem!

  7. stela

    26 de setembro de 2017 at 13:17

    Boa tarde!
    Estou pensando em comprar o modelo mais barato.
    Existe alguma desvantagem neste aparelho em relação à segunda opção (fora o wi-fi)??

    1. Isabela Zamboni

      29 de setembro de 2017 at 20:52

      Oi Stela!

      Acredito que o modelo mais barato não contenha luz própria, você teria que ler sempre em um local iluminado. Fora isso, creio que são funções parecidas.

      Abraços!

Comente!